Quarta-feira, 29 de Junho de 2005

A FIGUEIRA ESTÁ NA MODA




A Figueira está na moda. Já sei que me vão acusar de plágio, que esta frase foi o slogan de Santana Lopes enquanto presidente da nossa câmara, mas o que é certo é que não deixa de ser verdade. Para quem tinha dúvidas, para que não acreditava, este mês veio provar o contrário.
Primeiro foi nas comemorações do dia da marinha que tivemos direito ao nosso primeiro tempo de antena na SIC. Segundo a notícia, quando o navio Escola Sagres se apressava a entrar mar adentro, foi descoberta uma adolescente em dificuldades no mar da praia da Figueira. Teve sorte pois encontrava-se por ali um nadador salvador que ao aperceber-se da situação logo foi em seu socorro. Vim a saber dias mais tarde que afinal tudo não tinha passado de um mal entendido, que a jovem só estava a tentar abordar o navio Sabres para dar um último beijo a um belo marinheiro que tinha conhecido na noite anterior na Discoteca Bergantim.
Depois, foi o fogo que lavrou na zona da Figueira durante três dias. Abrimos todos os noticiários, entrevistaram-se bombeiros, habitantes locais, ministros mas ficamos sem saber porque é que os submarinos que o Paulinho comprou para Portugal não chegaram a tempo de ajudar.
A semana passada fomos noticiados pelo magnífico fogo de S. João. Sobre este assunto não vou fazer mais comentários.
Este fim-de-semana que passou, foi a cereja em cima do bolo. Ele foi primeira página do Jornal Expresso, foi primeira página da Revista Visão, foi primeira página da Revista Sábado, enfim, um fartote de notícias sobre o nosso Miguel de Almeida, Miguelito para os amigos.
Ao que parece ele é acusado de fazer jogo sujo no caso Freeport. Nannnnnnnnn. Eu não acredito. É por isso que aqui o venho defender em praça pública. Eu sei que ele tem um visual que parece saído da série Os Sopranos, mas isso também não é motivo para andarem a embirrar com o homem. Ele é um homem sério. Honesto. Trabalhador. Só se sendo muito trabalhador se consegue chegar a administrador da Valorsul. Trabalhou tanto tanto tanto que chegou a presidente da Empresa Geral de Fomento (águas). Não contente com isso começou a trabalhar 25 horas por dia, até que conseguiu chegar a Administrador da Simtejo e isto tudo tendo só o 11º ano de escolaridade, por isso não me venham dizer mal do homem.
Eu pessoalmente não o conheço, mas olhando para ele vê-se logo que é um rapaz trabalhador, não é daqueles que anda por ai a coçar a micose.
Aliás, toda a gente sabe que é humanamente impossível coçar seja o que for quando temos um charuto numa mão e o telemóvel na outra?

publicado por Manel dos Anzois às 23:16
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
 O que é? |
Domingo, 26 de Junho de 2005

X CONCURSO DE FOGO DE S. JOÃO





Os primeiros indícios de velhice começaram a manifestar-se há cerca de dois meses, quando depois de mais um animado jantar no Restaurante Escondidinho dei por mim a bebericar um digestivo e a assistir ao show das cubanas no casino, contribuindo assim para que a média de idades tenha descido drasticamente para os 72 anos. Na altura não fiquei muito preocupado pois pensei isto acontece pelo menos uma vez na vida de um homem.
Um mês depois, após um jantar na Cantina de S. Lourenço, estou a degustar um J&B no piano bar do casino. O caso estava a ficar mais grave.
Agora já tenho a certeza. Estou a ficar velho. Depois de três décadas em que o S. João durou até ao banho santo, este ano, e pela primeira vez, passei-o em casa.
E foi assim, por estar em casa, que tive o privilégio de poder assistir em directo na nossa televisão pública ao X Concurso de fogos de S. João. Nas edições anteriores, o Porto só não ganhou no ano em que o fogueteiro se esqueceu dos fósforos para aceder o rastilho à coisa, não sei se estão recordados. Nesse ano, o primeiro lugar foi para Braga, ficando a Figueira da Foz em segundo.
Para quem não está familiarizado com este concurso, passo então a explicar o conceito. As cidades concorrentes são avaliadas em três categorias. Banda sonora, fogo de artificio e fogo preso, sendo a pontuação final a media das três categorias.
O sorteio deste ano ditou que seria o Porto a dar o sinal de partida, seguido de Braga e depois a Figueira da Foz.
Foi assim que, à meia-noite em ponto, se ouviram os primeiros acordes de Vangelis na cidade do Porto. A pontuação para a banda sonora foi muito fraca (3 pontos) por já estar muito batida, mas compensou na espectacularidade dos 35 minutos de fogo de artifício em tons de azul, obtendo para esta categoria 9 pontos. O fogo preso teve lugar na Ponte D. Luís e formou em letras garrafais e quem não salta é lampião o que levou os vários milhares de murcões que estavam a assistir ao delírio total. O júri achou que a frase não era própria para o S. João e penalizou-a dando só 5 pontos ao fogo preso. Média final 5.66.
Às vinte para a uma da manhã, arranca Braga ao som de Jean Michell Jarre. De tanto uso o CD começa aos saltos e grande parte do fogo é assistido sem música alguma. O júri achou que o silêncio era melhor que o Jean Michell Jarre e premiou a banda sonora com 6 pontos. O fogo de artifício, em tons de vermelho durou 29 minutos e foi pontuado com 7 pontos. O fogo preso não vi pois tive que ir fazer uma mijinha, mas teve 6 pontos. Média final para Braga, 6.33.
Era uma e vinte da matina, quando arrancou a Figueira da Foz. Foi ao som de Oh What A World de Rufus Wainwright. Embora esta musica tenha por fundo o Bolero de Ravel, o júri premiou a originalidade e o bom gosto com um valente 10. Seguiram-se 27 minutos de fogo, onde predominaram os tons amarelos e verdes da cidade. A Figueira estava bem lançada para uma histórica vitória. Mal sabíamos nós que o melhor estava guardado para o fim. A organização tinha reservado para o final em vez do típico fogo preso a dizer S. João da Figueira da Foz, um inovador fogo rasteiro nunca antes visto. Uma espécie de paintball mas com foguetes. Foi a loucura total no areal da Figueira da Foz. Como se tal não chegasse, ainda acabamos com a entrada em cena de 14 ambulâncias e carros do INEM. Digno de um filme Holywoodesco. Resultado final. Vitória por KO para a Figueira da Foz.

publicado por Manel dos Anzois às 19:48
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
 O que é? |
Sábado, 25 de Junho de 2005

AVISO À NAVEGAÇÃO






Os textos postados neste blogue são só alguns exemplos de uma pequena participação que eu tenho no jornal interno da empresa onde trabalho. Porque a empresa em causa tem a particularidade de ser muito técnica, os artigos do dito jornal tornavam-se aborrecidos. Foi por isso que a minha participação sempre foi com textos com algum humor, a fim de desanuviar o ambiente. A maioria dos textos, são histórias passadas nesta nossa Figueira da Foz. Por exemplo, no post O Segredo, o nome do bar em causa foi retirado quando decidi por esse texto no blogue. O original que foi posto no jornal, o nome estava lá.
Mas porquê, podem perguntar vocês. Simplesmente porque queria manter o blogue neutro, sem grandes apelos à Figueira, pois no dia que eu decidir postar alguma coisa sobre a nossa terrinha, será sempre em tom jocoso pois essa será sempre a minha linguagem. Será que os Figueirenses, no seu cinzentismo o iram admitir? Enquanto tocar aos outros, sim. Até são bem capazes de se rir. O problema é quando lhes tocar na pele. Eu sou novo nesta imensa blogosfera, mas já vi dois dos meus blogues preferidos partirem. O Serra Velha e o Largo da má língua e não queria ter de parar para não me chatear.
O grande problema é a pequena provocação que me foi deixada nas entrelinhas do blogue Á Beira Mar (www.abeiramar.blogspot.com), e eu não resisto a uma boa provocação.
Até breve.

publicado por Manel dos Anzois às 12:33
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
 O que é? |
Sexta-feira, 24 de Junho de 2005

O QUE É PRECISO É SAUDE (parte1)




Antes de mais, quero alertar-vos que na estória que vos vou contar ninguém se chama Fonseca, como tal, ao contrário do que possam pensar, este relato ainda não faz parte de nenhum sketch do Gato Fedorento, pelo menos para já. Tudo o que eu vos vou contar, por incrível que pareça, não é fruto da minha imaginação, é real e foi visto por estes olhos que a terra irá comer e ouvido por estas orelhas que a Angelina Jolie sonha lamber.
Por volta de Outubro de 2004, a minha querida esposa começou a ter algumas dificuldades oftalmológicas, ou seja, tinha dificuldade "em focar ao longe". Está entre aspas porque são palavras dela. Ao início não era todos os dias, mas a coisa foi-se agravando e em Janeiro de 2005 tivemos que tomar uma opção. Ou comprava-mos uma bengala e um cão guia ou íamos ao médico. Embora o médico no imediato ficasse mais caro, pois uma consulta no privado custava mais que o cão e a bengala, e olhem que o cão já vinha com as vacinas e tudo, a longo prazo o cão, devido à alimentação, ficava mais caro e o médico tinha a vantagem de não ser preciso leva-lo a passear. Vou abrir aqui um pequeno parêntesis na essência da estória, uma vez que falei em consultas no privado. Eu cá fico deveres chateado quando tenho uma consulta no privado, pago uma pipa de massa, faço a marcação para um dia em que eu seja o primeiro paciente, para não perder muito tempo à espera, e depois estou mais de uma hora à seca porque o médico ainda não chegou. No mínimo, o que eu esperava dele era que as suas primeiras palavras fossem "desculpe lá o atraso mas aconteceu-me um imprevisto". Mas isto sou eu a falar, que sou do contra. Se calhar nem tenho razão nenhuma, sei lá. Voltando então à estória propriamente dita, lá fomos nós então em Janeiro ao Dr. Oftalmologista. De entre 3 diagnósticos possíveis, o mais simples era as lentes desajustadas. Efectivamente, as lentes já estavam fora de moda, foram trocadas e com votos de estimas melhoras lá nos mandou embora com um aviso de que se a coisa não melhorasse no espaço de 15 dias que devia votar ao seu consultório.
Passados 15 dias o problema persistia, mas como na empresa onde eu trabalho, os seguros médicos ainda não são para toda a gente, tivemos que esperar por início de Fevereiro para ir visitar novamente o doutor. Nesta consulta, já denotamos alguma preocupação no médico, já que depois de alguns exames à retina não encontra uma explicação para o assunto. É então que faz por justificar o dinheiro da consulta e liga para o hospital dos Covões para falar com um colega Neurocirurgião. No fim da conversa diz-nos "amanhã (sábado) depois de almoço dirigem-se ás urgências dos Covões" (mas que é que escolheu este nome para o hospital. A mim parece-me um pouco mórbido. Covões....Coveiro...+ hospital = morte) com uma carta por ele escrita, marcássemos uma consulta para o Dr. Não Sei Quantos que ele nos encaminharia para o que fosse preciso.
Assim foi, Sábado partimos para a Cova, desculpem, Covões, já mentalizados para ter uma tarde bem passada....Chegados ás urgências e feita a inscrição, mandaram-nos sentar numa sala de espera mesmo ali ao pé do guiché das inscrições. Até aqui tudo normal. Eu já estava mentalizado para secar mais de uma hora, já que aquele sítio chamava-se urgências e o nosso caso não era urgente. Mas enfim, a sala até era agradável. No entanto para minha surpresa somos chamados em menos de 5 minutos. Um senhor de bata verde hospital (já tinha ouvido falar desta cor, verde hospital, mas só agora percebi como era) nos diz "sigam por este corredor e aguardem na sala ao fundo". Foi com um sorriso nos lábios que atravessamos aquela sala a pensar que afinal até nos íamos despachar, que o Dr. Oftalmologista devia ter posto uma cunha ou coisa assim. Afinal, para nosso espanto, quando entramos na sala seguinte, não era um consultório mas sim a verdadeira sala de urgências. As macas com acamados ultrapassam por onde podiam, estacionavam em segunda ou terceira fila, enfim, o caos. Ultrapassado o choque, lá nos sentamos numa cadeira que por ali andava perdida e esperamos....esperamos... esperamos. Só então eu me apercebi de que éramos os únicos que por ali andavam em que não nos tinha sido implantado um frasco de soro. Cheguei à conclusão que tínhamos tido uma sorte do caraças pois quando passamos pela porta, o gajo que faz os ditos implantes deve ter ido fazer uma mijinha. Só assim se justificava que fôssemos os únicos a não o ter. Cheguei a sentir-me excluído. Aquilo parecia aqueles carimbos que nos põem nas discotecas da moda e que permite nós entramos e sairmos as vezes que quisermos. Se não tomarmos banho, talvez se consiga entrar no dia seguinte....
Ao contrário do que possam pensar, aquela tarde não custou nada a passar. Parecia que estava a ver os novos episódios do Gato Fedorento.
Sketch 1: Um dos pacientes está a dormir numa maca desde que nós chegamos. Não se mexe e não se sente a sua respiração. Os médicos passam de um lado para o outro mas não ligam patavina a ninguém. A uma certa altura virei-me para a minha querida esposa e disse-lhe em jeito de brincadeira "aquele já bateu a bota". Passado um pouco lá apareceu um médico. Pelo aspecto ela acabadinho de formar. Ainda vinha quente. Dr. Novinho Em Folha. Vai junto da maca, lê um papel que está pendurado aos pés, e começa "ó Sr.. Joaquim, vamos lá a acordar ... Ó Sr. Joaquim....Sr. Joaquim..." agora, o chamamento pelo Sr. Joaquim já eram acompanhados de palmadas nas pernas. Deve ter sido o primeiro susto do jovem médico, pois tira aqueles auscultadores metálicos que os médicos gostam de usar à volta do pescoço para os aconchegar e começa a auscultar o Joaquim. Sai logo de seguida com uma cara mais aliviada para voltar de seguida com o outro da bata verde hospital. Nisto diz a bata verde já a rir-se, para a bata branca "o que é que quer, está prostrado"
Sketch 2: Duas macas ao lado do Sr. Joaquim estava a Sra. Ermelinda. Tirando o implante de soro, ninguém diria que ela estava doente, tinha bom aspecto para a idade. Nisto entra o Dr. Novinho Em Folha que lhe pergunta "então dona Ermelinda, de que se queixa". A dona Ermelinda lá lhe sussurrou ao ouvido do que padecia e nisto o jovem doutor pergunta num tom de voz que é audível em todo o hospital " então e à quantos dias é que já não obra?" a dona Ermelinda torna a sussurrar-lhe ao ouvido. "à dez dias???? E já experimentou meter alguma coisinha no rabo?". Neste instante, enquanto o médico sai da sala, todos os outros doentes estão com melhor cara, excepto a dona Ermelinda que está vermelha que nem um tomate. Cinco minutos depois o Dr. Novinho Em Folha volta ao ataque. "então e ouça lá, gases, tem???". Neste momento já só consegui ver a dona Ermelinda a enterrar-se pelo chão enquanto respondia ao médico.
Ao fim de um par de horas acabaram-se os sketch e nós fomos chamados para uma 3º sala de espera. Esta já era a sala de espera do departamento de oftalmologia. Enquanto esperávamos esforçava-me por fazer orelhas de marcador a um gajo que insistia em contar-me como é que tinha ficado com o olho do triplo do tamanho. Já me estava a passar com o monólogo de que estava a martelar uma tacha e que a tacha lhe saltou para o olho quando nisto passa um médico com um andar que parecia que saltava de nenúfar em nenúfar ao mesmo tempo que espalhavam perfume Hugo Boss por todo o Hospital... Olho para a minha querida mulher e com aquela capacidade que nós temos de comunicar sem falarmos dizemos ao mesmo tempo "bicha". Quando olho para o lado está o trolha com um sorriso idiota e com o seu único olho bom vê o médico entrar num gabinete. Consigo ver o pensamento do trolha num enorme balão por cima da sua cabeça "paneleiro". O Sr. Trolha é chamado logo de seguida. Quando sai pouco depois consigo ouvi-lo dizer enquanto desce as escadas "grande paneleiro!". Somos então chamados para sermos atendidos pelo Dr. Bicha que não é mais nem menos do que o medido ao qual nós nos tínhamos de dirigir, o Dr. Não Sei Quantos. Diz-nos que não nos vai fazer nada pois já leu a carta do seu colega o Dr. Oftalmologia e encaminha-nos para um neurologista. Depois da minha querida esposa se queixar ao neurologista ele começa a fazer-lhe uns testes complicadíssimos. " Siga o meu dedo com os olhos .... está a ver bem? Agora feche os olhos e ponha a língua de fora. Agora toque com o dedo na ponta do nariz." Eu estava perplexo a olhar para tudo aquilo. Podem não acreditar mas eram mesmo estes os exames que lhe estavam a ser feitos. Por fim o Dr. Neurologista diz "tem que se fazer mais exames mas não pode ser nas urgências, vou-lhe marcar uma consulta hospitalar para um colega meu. Demora mais ou menos um mês e meio a ter consulta". Foi assim que saímos derrotados daquele hospital.
Praticamente dois meses depois, lá recebemos a carta com a dita consulta 28 de Março. No dia 24 de Março, praticamente na véspera, recebo um telefonema do hospital a dizer que o Dr. Neurologista Segundo não pode dar consulta no dia 28, pela qual esta fica adiada para 9 de Maio.
No dia 9 de Maio, lá comparecemos nós. A sala de espera das consultas externas dos Covões abarrotava pelas costuras. A sala está a cair de podre, mas espantem-se bem, tem numa das paredes um plasma Philips de última geração. Quando fomos atendidos, o Dr. Neurologista Segundo nem sequer sabia como é que ali tínhamos ido parar, pois não existia processo nenhum. Voltamos para a sala de espera enquanto uma enfermeira armada em Hercule Poirot procurava o processo. Já quase à hora de almoço fomos chamados. Foram feitos os mesmíssimos testes que anteriormente, excepto o de meter a língua de fora e agora sim, foi-lhe marcada uma ressonância magnética para Junho. Entretanto o Dr. Neurologista Segundo vai estar de férias e só pôde marcar consulta para 18 de Julho. Resta saber se vamos só nós ou se já temos que levar o cão.
Enfim, agora compreendo porque é que se costuma dizer .... é preciso é saúde.
Queria só dizer que os nomes dos médicos não são os verdadeiros nomes para não ferir susceptibilidades e também porque já não me lembro deles.

publicado por Manel dos Anzois às 16:06
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
 O que é? |

O "LELO" MAIS FRACO



Sou daqueles que condenam a hipocrisia, ou seja, não sou hipocrita. Não sou daqueles que diz que não vê o Big Brother e depois está até ás duas da matina a ver quem foi expulso, ou daqueles que dizem que não ouvem pimbalhada género Romana mas depois quando estão distraidos trauteiam ?já não sou bébé ??.
Eu pelo menos assumo, tenho todos os discos da Romana e ás vezes também vejo o Big Brother, mas o que eu nunca perco mesmo é o Lelo Mais Fraco (não, não é erro tipográfico, é mesmo Lelo. É que desde que lá está aquela Sra. de Castelo Branco que como dizem os nossos irmãos brazucas ?parece lélé da cuca? que o programa se deveria chamar o Lelo Mais Fraco. Eu pelo menos assim o chamo).
Então porque é que eu nunca perco o Lelo Mais Fraco, perguntam vocês.

-Porquê ?, Porquê ?, Porquê ?, Porquê ?, Porquê ?, Porquê ?.

Porque como sou uma pessoa muito ocupada, torna-se dificil cultivar-me, seja com cultura, seja com qualquer outro tipo de hortaliça. Então vendo o Lelo Mais Fraco, podemos aprender muito com as respostas dos concorrentes.
Ontem, por exemplo, fiquei a saber que há 30 anos que andava enganado e ninguém me dizia nada. Fiquei a saber que no homem, o que é responsavel pela procriação é a testotouna (não, também não é erro tipografico, foi mesmo a resposta dada). E eu que andei estes anos todos a pensar que eram os espermatozoides, aquelas coisas que os homens têm aos milhares e que parecem girinos (para quem não sabe, girinos são as crias das rãs).
Por falar em girinos, também fiquei a saber que também aqui estava enganado, afinal chamam-se girinhos. Ah ! E eu que desde que a minha filha nasceu pensei que ela chorava a pedir a chupeta, e afinal o que ela queria era a chupa ?. ?
Mas além da parte da cultura, há outra vertente no qual o Lelo me ajuda muito. Um destes dias ia eu na rua quando me cruzei com um velho colega de 4ª classe. Entre dois dedos de conversa lá lhe perguntei ? ?Então pá, o que é que tu fazes na vida ? É pá, sou Engenheiro de Perfuração.? Como devem calcular, eu não fazia puto de ideia do que era tal coisa, mas para não dar parte fraca lá disse ? É pá, bestial !!! ?.
Foi para minha surpresa que um destes dias, no início do Lelo Mais Fraco, quando a Sra. estava a perguntar o nome e profissão aos concorrentes que ouvi. ? ?O meu nome é Gervásio e sou Engenheiro de perfuração?.
Mas o que é isso?, perguntou admirada a Sra. ?É o que antigamente se chamava de Pica do comboio ?.
Desde então fiquei a conhecer umas quantas novas profissões neste novo mercado de trabalho global. Aqui ficam algumas, não vá um de vocês queres mudar de ramo.

- Especialista em Marketing Impresso (ou como se dizia antigamente, empregado que
tira fotocopias).
- Supervisor Geral de Bem Estar, Higiene e Saude (vulgo Faxineiro)
- Oficial Coordenador de Movimentação Interna (ou seja, Porteiro)
- Distribuidor de Recursos Humanos ( tambem conhecido por Motorista de Autocarro)
- Auxiliar de Serviços de Engenharia Civil (outrora Pedreiro)
- Segundo Auxiliar de Serviços de Engenharia Civil (P.R.E.T.O.S. ? Pessoa
Responsavel de Enviar Tijolos a Outros Senhores.)
- Consultor de Assuntos Gerais e Não Especificos ( ex. Vidente)
- Especialista em Logistica de Alimentos (tambem pode ser Empregado de Mesa)
- Coordenador de Fluxo de Artigos Desportivos ( o famoso Apanha Bolas)
- Distribuidora de Produtos Alternativos de Alta Rotatividade ( Streaper !!!)

Como podem ver, têm muito por onde escolher.

publicado por Manel dos Anzois às 11:38
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
 O que é? |
Quinta-feira, 23 de Junho de 2005

CONTRACEPTIVO




Diz-se por ai que a população está a envelhecer. Que os casais de hoje têm cada vez menos filhos.
Á algumas gerações atrás, era normal um casal ter 4, 5 ou mesmo 6 filhos. Hoje ficamo-nos por 1,2 no máximo. 3 só se for por descuido.
Os descuidos são uma das principais razões para que este facto aconteça. Hoje em dia um descuido é mais difícil, devido ao super anti-contraceptivo inventado á alguns anos, e não, não estou a falar da pílula, nem do D.I.U. ou mesmo do preservativo mas sim da televisão e agora mais recentemente a Internet. Estes 2 em conjunto garantem uma eficácia de 200 %.
Eu, ao contrário de outros estudiosos que já estudaram esta questão, não concordo que se atribua este problema ao facto de hoje em dia ambos os pais trabalharem, remetendo os filhos para o jardim escola, que estão pela hora da morte, ou seja, é uma opção económica.
Também não acho que se deva á melhor qualidade do látex dos dias de hoje.
Também discordo da teoria da escolaridade. Antes, os mesmos 4 livros dava para os 6 filhos. Um livro para a 1ª classe, outro para a 2ª classe, outro para a 3ª classe e outro para a 4ª classe. Estes livros sucessivamente iam passando de mão em mão até todos fazerem a 4ª classe. Depois vinha a enxada e o trabalho já que a escolaridade mínima era a 4ª classe.
Hoje em dia, a escolaridade mínima é o 12º ano e os livros são ?descartáveis?, só servem para o ano em causa, no ano seguinte já são outros. Isto implica grandes custos para a educação dos filhos. Mais uma vez se resume a um problema económico, por isso eu discordo que seja esta a razão, pois casa onde come um, comem dois ou três.
Vamos então á minha teoria.
Antes do aparecimento da TV, as pessoas deitavam-se cedo e os ?acidentes? aconteciam.
Hoje, depois de jantar, sentamo-nos refastelados no sofá e ai vai. Comando na mão e:

Canal 1 ? A pergunta para 50.000$00 é a seguinte. A forma de uma bola é: A) quadrada; B) triangular; C)
Rectangular; D) redonda.
Por amor de Deus, não há pachorra.
ZAP
Canal 2- ?Acontece? --- 1º bocejo
ZAP
Canal 3- Novela
ZAP
Canal 4 ? Oooooooooooooooo Pavaroti, vamos ligar para a quinta ?
ZAP
Canal 5 ? Noticias. Já as vimos na televisão da cozinha enquanto jantávamos
ZAP
Canal 6 ? SIC Gold. Aaaaaaaaiiiiiiiiiiii meu Deus, que eu barrico-me no W.C. e mato-me.
???
Canal 8 ? Hollywood ? Outra vez este filme.
ZAP
Canal 9 ? Panda. A esta hora os miúdos já estão na cama.
ZAP
Canal 10- História. Mais um bocejo.
???
Alguns bocejos depois.
???..
Canal 20- MTV ? Pum, Pum, Pum, Pum, Tchpum, Pum, Pum, Pum, Pum, Tchpum, Pum, Pum, Pum, Pum,
Tchpum, ?..one more time ?.. Pum, Pum, Pum, Pum, Tchpum.
ZAP
??.
Canal 35,36,37 e 38 ? todos codificados mas a trepidação da codificação até ajuda a embalar.
ZAP
???
Canal 44- Parlamento ? Uahhhhhhhhh(grande bocejo). Mais um esforço e ?
ZAP
E assim, de bocejo em bocejo lá estamos outra vez no 1º canal.
É aqui que uma de duas coisas acontece. Ou já estamos a dormir e quando acordamos( lá para as 4 da manhã) já não há ?descuidos? ou então, a mulher diz: - Não está a dar nada de jeito por isso deixa-me ver a novela !
É aqui que entra a Internet. Damos-lhe o comando e vamos navegar para o escritório. De ?onda? em ?onda?, quando damos por ela já são 3 ou 4 da manhã, a ?patroa? já se deitou e já vai no 3º sono e o ?descuido? ficou para outra vez.
Eficaz, não ???

publicado por Manel dos Anzois às 16:13
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
 O que é? |

O SEGREDO



Sou um estudioso de tudo o que é mistérios. Desde as pirâmides do Egipto ao triângulo das Bermudas, tudo o que é misterioso interessa-me. No entanto, o maior de todos os mistérios são as mulheres. É que as mulheres não têm um só mistério mas sim vários. A mulher é tipo a nave mãe, da qual saiem depois muitas naves pequeninas.
Na esperança de ver desfeita qualquer dúvida sobre algum deles, pus a circular na net um questionário a fim de ter algumas respostas..
Tal como eu já esperava, nenhuma mulher me veio explicar nenhum deles, nem o mais pequeno que fosse, género ? ?porque é que as mulheres precisam de tantos sapatos?? ou?porque é que as carteiras das mulheres pesam tanto?. Tudo coisas simples. Mas não, ninguem me explicou, nem mesmo a minha mulher. Estes mistérios são uma espécie de segredo de estado, não são revelados nem sob tortura (nem os mais experiêntes agentes da ex. KGB alguma vez tinham conseguido arrancar tal segredo), só sendo passados para a geração seguinte caso sejam mulheres, senão vão para o túmulo com a portadora de tal valiosa informação.
Só que eu tenho uma novidade, é que casualmente descobri o maior mistério das mulheres. Sim, é mesmo isso que estão a pensar. Sim! Sim! Sim! Sim! Sim! Sim! Sim! Eu já sei porque é que as mulheres vão aos pares à ?casinha?. E como é que eu descobri tal mistério ?, perguntam vocês. Pois bem, sentem-se que é uma longa estória.
Antes de vos saciar a curiosidade, quero só dizer que o acto de ir aos pares ao WC, ao contrário do que possam pensar, além de lógico, é inteligente (talvez por isso é que só as mulheres o praticam) e eficaz. Vamos lá então a explicar.
Tudo começou à umas semanas, quando depois de mais uma bela jantarada no restaurante indiano, eu e a minha senhora decidimos ir beber um digestivo a qualquer lado. Depois daquela fase, sempre longa e demorada em que se está a decidir qual o bar mais apropriado para o dito digestivo (onde está mais apropriado também se pode e deve ler, menos mau) lá optamos por um, que para não fazer publicidade gratuita não vou dizer o nome.
Pois bem, foi nesse dito bar que tudo aconteceu. Ás duas por três, talvez devido ao sarapatel, senti a necessidade de ir enviar um ?fax? a alguem. Lá fui eu, deslocando-me por entre a multidão, abanando-me ao som da música a fim de facilitar a fluidez por entre tão densa floresta de corpos a caminho da ?casinha? onde existe a dita ?maquinas de faxes?. Como o caminho a percorrer não era longo, mas era tumultuoso ainda deu tempo de eu ir pensado o que eu iria encontrar. O mais provavel é que a ?maquina de faxes? seja uma comum Sanitana, já sem tampa ou com a tampa partida. Bem, com um pouco de sorte pelo menos está limpa e lubrificada, pensei eu.
Foi ao chegar à porta que tive a minha primeira surpresa. Em letras bem visiveis estava escrito num papel. POR FAVOR PEÇA A CHAVE NO BAR. E lá fui eu, quase em desespero e visivelmente irritado, não por ter que voltar para trás, mas porque o acto de enviar um ?fax? é um acto bastante íntimo, que só diz respeiro à pessoa em causa, e como tal, não é preciso que tanto os empregados do bar como todos os que estão junto ao mesmo, saibam que eu vou enviar um ?fax?, seja lá para quem for.
Alias, eu nunca percebi esta teoria (uma espécie de teoria da conspiração contra clientes do sexo masculino) que os gerentes e donos de bares têm, de que as retretes das casas de banho dos homens têm que estar trancadas. È que posso garantir, embora não vá explicar como é que eu sei esta informação, mas as mulheres provocam muitos mais estragos num WC público do que os homens.
Bom, voltando à chave da casinha, lá fui então eu de chave na mão, abro a porta e ???? segunda surpresa. A luz do dito lugar estava fundida. Como a necessidade imperava, lá fui eu. Entrei, tranquei a porta a fim de garantir a necessária privacidade, e pé ante pé?, apalpadela atrás de apalpadela?, na mais pura escuridão, lá fui eu percorrendo aquela então interminavel sala à procura da dita ?máquina de faxes?, parede? parede? parede? parede? parede? parede? rolo papel higiénico? parede? finalmente a ?machine?.
Foi já sentado à ?máquina? que me apercebi que isto não aconteceria a uma mulher, pois lá estaria a sua parceira á porta, garantido a sua privacidade ao mesmo tempo que manteria a porta entreaberta a fim de entrar luz exterior e ainda lhe seguraria a carteira, além de ainda conseguir manter uma qualquer conversa banal para não se ouvir o chapinar da água.
Ficou assim descoberto o famoso segredo, digno de notícia de primeira página, como se fosse mais um segredo de Fátima.
No entanto, não pensem que a minha agonia tinha chegado ao fim.
É que depois de utilizar a ?máquina?, à que limpar o Tonner, e naquela escuridão, só a intuição nos pode ajudar a perceber se limpamos o tonner todo.
E foi assim que ainda pé ante pé, apalpadela atrás de apalpadela, qual Ray Charles, fui tentando descobrir a porta que me daria novamente entrada no reino da luz.
Parede? parede? parede? parede? parede? parede? parede? finalmente a luz.

publicado por Manel dos Anzois às 01:00
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
 O que é? |

mais sobre mim

Cheirem-me o Cu

Com Lubrificante Please

Queres mesmo saber?

arquivos

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Bufas recentes

RIP CU(RL) - 2005-2012

BEST CUZINHO - #2

4 OUTUBRO - DIA MUNDIAL D...

BEST CUZINHO - #1

ANDA TUDO DOIDO.....

SPEEDO GONZALEZ

COPY PASTE

ENRA BAR - SHOT'S A 25 TO...

11 ANOS DE 11 DE SETEMBRO

JOGOS PARALÍMPICOS LONDRE...

Promoções 2 em 1

NUMERO ANÓNIMO

VERÃO

DESTINOS DE FÉRIAS NA SUA...

PINGO DOCE vs TATTOO ANAL

CHUPA QUE É CANA DOCE!

JE SUIS COME SI COME ÇA M...

TABACO MENTOLADO, COISA D...

POR MIM PODES FICAR SEMPR...

SALGUEIRAL

IDOLOS 2012

RECORDAR É VIVER....

SEM CUMENTÁRIOS

ORGULHO FIGUEIRENSE

ARTE

ANATOMIA DE GREY

CONA

SÓCRATES

XUXA

CHAMINÉS

Best Of Cu

DOMINGOS..............

FARMÁCIAS

COMPRAS

ESTÁ QUASE...

VAMOS À LA PLAYA OH OH OH...

O BARBEIRO

LICENÇA DE PATERNIDADE - ...

LICENÇA DE PATERNIDADE - ...

SANITÁRIOS...

2º ASSALTO: O CU DO MUNDO...

links

pesquisar

 

últ. comentários

Já foi bom, agora nem dado
Marisco congelado? acredito que as percebes sejam ...
Fui lá uma vez e fiquei tão de pé atras.. Para que...
o criador deste blog e um anormal de primeira
Eu não sou camionista, mas evitar convivência diár...
Cona boa!
Q vontade de lhe *spetar a minha p*ça de 25...
Quanto maior o canal da uretra (e do pênis ) maior...
O meu famoso ROOMBA caiu-me um dia das mãos... Con...
E assim o último pingo nunca será mais da cueca. E...
A ideia de ganhar dinheiro sem ter muito trabalho ...
Descobri o blog hoje, e já era finado, paciência. ...
è uma pena ..logo que por acaso encontrei o blog.....
Excelente. Já pensou acompanhar mais pessoas aos H...
Roomba y Neato Portugal - www.sinwestportugal.com
eu vou deitar esse site abaixo para nunca mais um ...
José Mourinho, impávido e sereno em "Chiambretti n...
culés, culerdos e caganers....?
Para quem perceber e gostar um pouco de eletrónica...
Merda pá ....ok...e.....está bem eu espero....n te...

Novembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


tags

todas as tags

Top 10 visitantes

ul { list-style:none; margin:0px; padding:0px; } li { background-color: #EFF7FF; margin:3px 0px; padding:0px; width:200px; height:56px; float:left; } img { border: 0px; } li img { margin:0px auto; padding:2px; border:solid 1px #aaaaaa; width: 50px; height: 50px; } li span.note { font-size:0.8em; } li p { margin:0; } textarea { display:inline; width:136px; height:35px; margin:0; float:left; } input { display:block; clear:left; }
]]>

Bufas mais comentadas

36 comentários
32 comentários
27 comentários
26 comentários
21 comentários
20 comentários
19 comentários
19 comentários
19 comentários
18 comentários
18 comentários
18 comentários
18 comentários
17 comentários
17 comentários
17 comentários
17 comentários
17 comentários
17 comentários
17 comentários
16 comentários
16 comentários
16 comentários
16 comentários
16 comentários

Quantos são? Quantos são?

blogs SAPO

Linkamos

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!