Sexta-feira, 30 de Setembro de 2005

DENTISTA MENTIROSO


Hoje lá ganhei coragem e fui ao dentista tratar o unico dente que ainda tenho. O doutor dentista virou-se para mim e disse-me "sente esse cu na cadeira e esteja calmo que não vai doer nada...".
Mentiroso sou eu e não minto tanto.
Doeu. Doeu na cadeira e doeu na carteira, seu dentista mentiroso...

publicado por Manel dos Anzois às 18:54
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
 O que é? |
Quarta-feira, 28 de Setembro de 2005

PRESIDENCIAIS 2005


Se há algo que nunca me despertou interesse absolutamente nenhum, essa "coisa" foi e ainda é a política. Como tal, não tenho filiação política nem quero, cruz credo, vá de retro Satanás. No entanto, tenho nestes últimos dias, não sei se por ver como alguns políticos melhoram substancialmente o seu nível de vida, (veja-se por exemplo o caso do Avelino Ferreira Torres ou até mesmo o nosso conhecido Miguel de Almeida), seja lá por outra coisa qualquer, ando a pensar candidatar-me a Presidente da República, como independente, é claro.
Se o Mário Soares pode, porque é que eu não posso? Eu também tenho péssima pronúncia francesa. Se olharem bem para a minha fotografia (à direita no topo do blogue), eu também tenho umas ricas bochechas. Tal como ele também consigo montar em cima de uma tartaruga gigante. Aaaahhhh, e já para não falar, que tal como o amigo Mário, eu também adoro uma boa sesta a seguir ao almoço.
Se o Francisco Louçã pode, porque é que eu não posso? Tal como ele, eu também sou do contra. Contra a penalização do aborto, contra a subida da gasolina, contra a corrente, contra informação, contra a esquerda, contra o centro, contra a direita, contra os heterossexuais, contra os metrosexuais, contra os têxteis chineses que não fazem aqueles pulôveres aos losangos vermelhos, contra os espanhóis e as espanholadas, contra ..... enfim, já perceberam, eu também sou contra.
Se o Jerónimo de Sousa pode, porque é que eu não posso? Eu também sou um mísero operário. Eu, tal como ele, também tenho problemas de garganta e fico afónico com os comícios, alias, fica já aqui prometido que se eu reunir as assinaturas necessárias para a minha candidatura, em vez de comícios vou fazer uma digressão nacional com as dançarinas da Amnistia Strip Club.
Se o José Maria Martins pode, porque é que eu não posso? O quê? Quem é este? Por amor de Deus, então não conhecem o bronco do advogado do Carlos Silvino (mais conhecido por bibi). Pois bem, eu, tal como ele, também sou defensor do bibi. Alias, sou defensor de todos os bibis do mundo, que ainda é melhor. E das passarinhas também, já para não falar nas cricas e nas bocetinhas. Defendo-as todas.
Se o Manuel Alegre pode, porque é que eu não posso? Afinal, também tenho uma veia poética algures dentro de mim. Juro. Não sei ainda muito bem aonde é que ela está, mas de certeza que tenho.


Falta ainda falar daqueles que embora ainda não se tenham afirmado como candidatos, já ninguém duvida que o sejam.


Se o Manuel Vieira (vocalista da maior banda do mundo, os Irmãos Catita e também dos Ena Pá 2000) pode, porque é que eu não posso. Tal como ele, eu também não digo nada de jeito.
Se o Cavaco Silva pode, porque é que eu não posso? Eu se quiser também consigo subir acima de um coqueiro, já para não dizer que a minha especialidade é comer bolo-rei e falar ao mesmo tempo...
Já tenho slogan de campanha e tudo...


POR UM PORTUGAL NO CU DO MUNDO


publicado por Manel dos Anzois às 10:15
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
 O que é? |
Sexta-feira, 23 de Setembro de 2005

CU...MENTÁRIOS

Ainda em jeito de comemoração do terceiro mês de existência e porque eu sei que nem toda a gente é como eu (para bem do universo, é claro) que vasculho os comentários de todos em cada blogue que entro, aqui fica um apanhado de comentários a textos postos aqui no cu ... do mundo. São comentários como estes que fazem com que eu continue, mesmo quando não me apetece nada.

rosinha said... demorei 4 minutos a ler tudo, mas muito bem gastos .

Afonso said... Oh meu,Gosto do estilo de escrita e da inteligência sarcástica.Continua! Fiquei fã!

Anonymous said... Tem estilo sim senhor. Que assim continue!

Anonymous said... Sábio, o teu texto.

Stunt said... Muito bom sim senhor, é mesmo uma feira típica da Figueira

Anonymous said... Demais! A continuar assim... estamos bem. Gostei.

Anonymous said... Este cu tem opinião e de nível. Parabéns

antonio said... Caro Cu do Mundo: Foi um prazer conhecer-te. Gosto do teu estilo desprentensioso e verdadeiro. Força aí!

Anonymous said... aproveito para dizer que os textos são do melhor, muito engraçados mesmo. um abraço "amicu"

Politicaehouse said... Foi um Blog que de alguma forma fazia falta aqui na blogoesfera, não só pela ousadia do nome mas pela forma que apresenta os textos...Os meus sinceros parabéns e espero que continues, que tens aqui alguém que diariamente acompanha...aquele abraço

Mandrake said... Descontando o exagero próprio do "post's?, está aí um retrato muito próximo da nossa triste realidade, só faltou acrescentar que metade do parque habitacional da Figueira da Foz é 2ª habitação...

Anonymous said... a última frase é de chorar a rir!!

Anonymous said... Mais uma vez parabéns, ó Cu!

pisconight said... se queres que "cu mente", não sei o que "cu mentar".

Marisa said... Olá, Passei por aqui e comecei a ler os teus posts, e não pude deixar de te dizer que a tua escrita cativou-me imenso. Deu para perceber que és uma pessoa super frontal. Isso agrada me bastante. Devia de haver mais pessoas assim no mundo..Especialmente em Portugal. Talvez assim o país tivesse uma melhor desenvoltura...Adorei o trabalho continua assim...

Anonymous said... O texto está giríssimo, fartei-me de rir a lê-lo. Pois é dá Deus nozes a quem não tem dentes, Paris SEMPRE, em vez de praia. Nunca se vai a Paris vezes de mais(falo por mim!)...

Elsa said... LOL...o texto tá muito bem mas não acredito,... lol... 09h da manhã?? com essa tralha toda? hum... nã...Aliás, como é que se está desde as 09h da manhã na praia com um PC e só às 3h da tarde é que se escreve um post? Ninguém resiste...ehehehhehehe. Beijo

ajp said... Excelente post. Já não é o primeiro que leio e me "escangalho" a rir. Olha já agora, um bom restaurante de peixe e marisco será a Plataforma ou mesmo o Carrossel (este mais peixe). Se quiseres umas enguias fantásticas podes ir aos Armazens de Lavos (ao pé das bombas da Galp) De carne...tens sempre o Peleiro, no PaiãoPontualmente também recomendo a Caçarola (1 e 2) E comes uma boa massada de Camarão no New Burger. Ah, e a Caixa de Sabores (Vila verde) é bom para jantares românticos.Continua o teu trabalho neste blogue. É fantástico

Anonymous said... finalmente que alguém (ainda que num blog) escreve uma verdade que há muito deveria ter saído para a rua. Até quando é que estes palhaços metidos a empresários de restauração vão continuar a sujar o nome dos outros, verdadeiros empresários? Que falta de respeito, esta cena do Galaró. Assim, garanto que nunca la irei, antes que tenha de comer uma sopa... de ranhoca!!!Bom texto, sem sombra de dúvida. Pena que se fique aqui pelos blogues, e não nos jornais cá do burgo. É pena.

Nemo iudex sine lege said... gostei bastante da descrição, revela de forma translúcida a restauração durante o mês de Agosto na Figueira da Foz...Os meus parabéns pela excelente forma de escrever...

carlos said... meu caro: sou professor: o seu texto é de um humor impressionante... esse Carlos Letra é um cromo...

Sakana said... Boa onda! Já ando a ler este blog à algum tempo e cada vez que cá venho tenho que me rir . Parabens continue.


Nem sempre foram "bons" comentários, mas ao contrário do que possam pensar, estes ainda me dão mais vontade de continuar.

Anonymous said... Do cu sai m---- e aqui se constata esta verdade. Pensava que iria ter um blog interessante, afinal.....desilusão
Anonymous said... uma posta um bocado infeliz... o gag não funcionou...

publicado por Manel dos Anzois às 16:24
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
 O que é? |

3 MESES


Ora aqui estou eu. Ao contrário do que muitos meus amigos pensam, ainda não foi desta que eu desisti. Eles bem fazem apostas entre eles. Os que me conhecem melhor apostaram que eu desistia deste blogue ao fim de um mês. Pois bem, erraram, pois aqui O Cu Do Mundo faz hoje, sexta-feira dia 23 três mesinhos. Com três meses, 58 "posts" e 5180 visitas, não....5181...esperem...5182, está um bebé bem constituído, muito melhor do que eu poderia imaginar quando o fabriquei. Então porque é que os meus queridos amigos fazem apostas em relação ao seu tempo de vida? - perguntam vocês que não me conhecem de lado nenhum. É que segundo eles, eu sou o segundo clone do Dr. Santana Lopes. O primeiro é o Miguel de Almeida, por usar o mesmo penteado, a mesma marca de charuto e o blazer com botões dourados. O primeiro lugar será sempre dele. Segundo os meus amigos, o segundo sou eu porque nunca consigo levar nada até ao fim, deixo tudo a meio.
Logicamente que isto é um exagero dos meus amigos. Eu acabo sempre tudo o que começo, só que às vezes demoro muito tempo, tanto, tanto, tanto tempo que parece que deixei as coisas por acabar. A culpa não é minha. Sou assim desde que aderi à religião da qual sou praticante. Não é a religião católica, nem a protestante, nem budista, nem jeová, nem mesmo a cientologia. É uma nova religião, a qual eu me orgulho de ser um dos principais fundador e que se chama Tuguisse. O primeiro de dez mandamentos desta religião é "não faça hoje o que podes fazer amanhã".
Agora que penso nisso, vou deixar o resto para amanhã, ou depois de amanhã e vou mas é festejar os três meses de vida.Beijinhos...

publicado por Manel dos Anzois às 09:55
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
 O que é? |
Quinta-feira, 22 de Setembro de 2005

JIMMY DUNN


Ainda estou em estado de choque. Quando tive a certeza da notícia, fiquei de tal maneira alterado que tentei o suicídio. Não tenho vergonha de o reconhecer. Tentei sim senhora, mas como em tudo o que faço, falhei. Tentei suicidar-me ingerindo uma caixa de comprimidos, só que os comprimidos que tinha mais à mão eram Xanax, mais precisamente 7 comprimidos que ainda restavam dentro da caixa, que ainda por cima estava fora do prazo. Conclusão, em vez de morrer, estive dois dias a dormir. Acordei agora mesmo.
Acordei agora mesmo, mas como já disse em cima, ainda estou em choque. O que vai ser da minha vida a partir de agora? Vou ter que recomeçar tudo de novo? Desisto de tudo? Estou completamente perdido. Socorro.
Eu sei que não estão a compreender nada e por isso vou voltar uma semana atrás. Quando a semana passada recebi a Newsletter da Figueira Net fiz logo a minha normal consulta ao Diário Nocturno de Jimmy Dunn, outrora conhecido por Jimmy Beja e deparei-me com a frase final "para a Figueira" seguida de uma série de agradecimentos. Pensei logo "por amor de dEUS (dEUS não está em letras maiúsculas porque não se trata do Todo Poderoso mas sim de um famoso grupo musical belga), não me digam que o Jimmy vai acabar com isto????". Passei toda a semana em completa angústia, sem apetite para comer, em estado de ansiedade e sem sono para dormir, até que na terça-feira se confirmou, a coluna do Jimmy parou, estagnou, acabou. Fiquei para morrer!
A esta hora estão a interrogar-se "mas porque é que aquela coluna era tão importante para a vida do cu?". Vou recuar uns anitos para vos explicar. Na minha adolescência, foi-me diagnosticada uma doença rara que é um misto de dislexia com gaguez, mas só na leitura, ou seja, eu converso perfeitamente, mas a ler, troco as letras e patino nas palavras. Perco-me. Acabo uma linha e em vez de passar para a de baixo subo duas acima. No início da minha doença, chegava a demorar um dia para ler uma página. Corri a Europa toda, de médico em médico à procura de solução e nada. Só quando optei pela medicina ocidental obtive resultados. O Dr. Xup Aki, psiquiatra japonês, descobriu que o grau de "dificuldade" em ler era tanto maior quanto maior fosse o meu interesse pelo que estava a ler. Por exemplo, demorei 764 dias para ler o Código Da Vinci.
Foi-me administrado como terapia para o meu problema,( e digo-vos já que com óptimos resultados) que pelo menos uma vez por semana tinha que ler algo que não tivesse interesse rigorosamente nenhum, ou seja, daquelas coisas que se lêem e que no fim ficamos exactamente na mesma, que não tivesse história, sem pés nem cabeça, para que eu pudesse treinar a minha leitura sem que o meu cérebro se distrai-se com outra coisa, ou seja, seria ler só por ler.
Comecei por ler o Jornal de Economia, Psi 20 para aqui, índice Down Jones para ali e tirando o dinheiro que gastava na compra do jornal a coisa estava a resultar pois para mim aquilo era tudo chinês. O problema é que com o tempo comecei a perceber da poda, ao ponto de ter enriquecido e tudo com a compra e venda de acções do Benfica. Como os assuntos começaram a interessar-me voltei à estaca zero. Ai mudei a minha literatura para as obras de José Saramago. Além de cara, a minha terapia era penosa pois ao fim de 33 segundos já estava cheio de sono.
O milagre aconteceu há cerca de um ano e meio quando descobri a coluna do Jimmy. Era de borla e eu podia lê-la sem interesse absolutamente nenhum. Agora que acabou o que é que eu faço?
Volta Jimmy, estás perdoado....

publicado por Manel dos Anzois às 11:45
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
 O que é? |
Terça-feira, 20 de Setembro de 2005

PRIORIDADES

Ando há quatro dias às cabeçadas com o meu computador e já lhe disse que a sorte dele é eu já não viver num 3º andar da 1ª Travessa da Rua da Guiné e viver agora num palacete de nível térreo com uma piscina, um corte de ténis, uma sala de jogos com bilhar e matraquilhos, uns balneários com seis casas de banho de apoio a estas zonas, um canil para os cães e uma pequena floresta, tudo dentro do muro que limita a propriedade do meu palacete. Já sei que alguns de vocês já estão a pensar "olha, mas quem tem uma propriedade assim é o Avelino Ferreira Torres...", pois bem, eu também tenho, só que a minha foi comprada e não roubada ... desculpem , queria dizer herdada mas como a tecla do delete do meu computador já não funciona com os murros que já levou não pude apagar a palavra roubada.
Voltando ao meu computador, devo explicar-vos que os meus conhecimentos de informática são pouco mais que básicos e como tal não sei mais o que fazer. Ando a tentar limpar um vírus informático, um tal de Trojan, que a ver pelo nome deve ser para ai Jugoslavo. Fiz um download do site da Microsoft onde descarreguei um executável que supostamente resolveria o problema. Quando o fui executar, apareceu-me a mensagem de que necessitaria de ter instalado pelo menos o service pack 1. Fiz o download do service pack 1. Ao instalar, diz que preciso do service pack 2. Já farto disto, fiz o download do service pack 2 e para meu espanto, ao instala-lo diz que precisa de ter instalado o service pack 1 e não consigo passar disto. Foi no meio deste desaguisado informático que me apercebi que o meu computador esteve completamente desligado durante mais de um ano, mais precisamente até Junho deste ano, altura em que me deu na caixa córnea fazer este blogue. Pensei para comigo mesmo "como as prioridades de um homem mudam ao longo da vida ...".
Estive a reflectir no assunto e se tirarmos o sexo, que é a principal prioridade de um homem desde que "ele" anda de pé (esta foi muito subtil) até à altura em que já não tem força para estar em pé (olha outra tão subtil). Todas as outras prioridades vão mudando. Eu por exemplo, durante anos comi e dormi em frente ao computador, não a estudar ou a trabalhar mas sim a jogar Sim City ou Fooball Manager, era um autêntico viciado. Ainda me lembro de quando tinha 14 anos, o meu pai perguntar-me no Natal "ó cu, o que é que tu queres no natal, queres um carro (Renault 5 ) ou queres um computador (estamos a falar do Zx Spectrum)" e eu ter escolhido o computador. Recebi-o no dia 24 de Dezembro e só tornei a dormir no dia 2 de Janeiro.
Era de tal maneira viciado nos jogos que a mesada era toda gasta no Casino Oceano, ou no Café Guedes ou ainda na Luna ou no Europa. Quando estava a estudar na escola comercial, graças a um canivete que eu tinha e que por sorte abria todas as máquinas do Café Guedes, a minha segunda casa eram aquelas escuras catacumbas, principalmente na máquina de flipers Dona Elvira.
Já nem sequer me lembrava destes tempos. Agora as prioridades são outras, não sei bem quais, mas o que é certo é que tenho um PC e uma Playsation a apanharem pó. Foi assim que ontem, com a desculpa de ir beber um café à noite, dei uma escapadinha à Luna para tentar perceber o que andava a perder. Ainda me lembro de jogar flipers na máquina Dona Elvira ali num café que havia na Rua dos Ferreiros onde o preço era de um escudo por jogo. Bom, agora, 30 anos depois, o preço ainda é um, só que agora a moeda já é o euro.
Entro na Luna e ponho a moeda na primeira máquina de flipers que me aparece à frente e ............ mas o que é que é isto???????. No mínimo a máquina devia ter agarrado a ela por uma corrente um manual de para ai umas mil páginas para nós lermos e percebermos o que é que se tem que fazer para tirar bónus, ou pelo menos bola extra. Aliás, pergunto a mim mesmo se estas novas máquinas ainda têm bola extra ou bónus. Será que ainda é esse o objectivo das máquinas de flipers, ou será que o objectivo é apagar as 3027 luzes ao calhas e depois ela no fim toca a música do Crazy Frog para nós dançarmos?
Onde é que está a simplicidade da Dona Elvira. Deitava-se os quatro piços abaixo e acendia a roleta para a pontuação, tornava-se a deitar os quatros piços abaixo e acendia a bola extra e se deitássemos ainda mais uma vez os piços abaixo acendia o especial. Bónus. Simples.

publicado por Manel dos Anzois às 12:35
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
 O que é? |
Sexta-feira, 16 de Setembro de 2005

PANORAMA EDUCATIVO

Segundo a OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico) os alunos portugueses são os que permanecem menos tempo no sistema de ensino, no quadro dos países que formam a OCDE. Os nossos estudantes frequentam a escola durante cerca de oito anos, menos quatro do que a média dos restantes países com assento naquele organismo.No relatório "Panorama Educativo" de 2005, Portugal surge no grupo de países cuja população entre os 25 e os 34 anos apresenta qualificações académicas mais baixas. No pólo oposto encontram-se os Estados Unidos e a Noruega, com médias de permanência no sistema educativo de 14 anos. Logo a seguir na lista dos países com quadros mais habilitados surgem a Dinamarca, Luxemburgo e Alemanha.O mesmo relatório revela que, nos últimos anos, o número de jovens que termina o Ensino Secundário tem aumentado na generalidade dos países que compõem a OCDE: dos 30 analisados, em 21 deles mais de 60% dos indivíduos entre os 25 e os 34 anos concluíram, pelo menos, o 12.º ano. Em países como a Coreia do Sul, Eslováquia, Japão e República Checa, a percentagem de conclusão do Ensino Secundário é ainda mais expressiva, chegando à casa dos 90%. Pelo contrário, Portugal está novamente no grupo de países com pior performance, uma vez que metade das pessoas entre os 25 e os 34 anos não concluíram com êxito o 12.º ano.O mesmo relatório da OCDE revela ainda que Portugal é dos países que menos gastos têm com a educação. O custo do ensino por aluno - desde o Básico até ao Ensino Superior - ronda os 4900 euros anuais, o que coloca o nosso país no 17.º lugar da tabela. Já a média de investimento anual dos países que formam a OCDE ronda os seis mil euros por aluno.
O comentário da nossa querida ministra da Educação foi, e passo a citar "este relatório não tráz nada de novo...". Pela primeira vez na minha vida, estou completamente de acordo com um ministro. Sempre foi assim, porque é que havia de ser diferente agora? Se agora ao fim destes anos todos, nós portugueses teimássemos em deixar de ser praticamente analfabetos íamos perder autênticas obras de "poesia" como a que a fotografia ilustra.
Em relação ao pouco dinheiro que o governo desvia para a educação também estou de acordo. Para mim e de certeza para a maioria dos Portugueses o que me interessa mais é por exemplo um TGV. Isso sim é essencial. Se depois só meia dúzia o vão utilizar ou se o comum português tem ou não dinheiro para o bilhete do bicho é um problema que logo se vê. Um problema de cada vez, por favor.
Essencial é também um novo aeroporto, senão aonde é que vamos estacionar os novos 14 meios aéreos que o governo já prometeu para o combate aos incêndios do próximo ano.
Em relação a sermos os últimos da tabela não me preocupa mesmo nada. Todos sabemos que cada pais tem a sua especialidade e nós não podemos ser fogosos e querer ser bons em tudo. Já é difícil sermos os melhores na falta de produtividade, nos acidentes de viação, no índice de alcoolemia a conduzir, nos acidentes de trabalho, na taxa de analfabetismo, no número de telemóveis per capita, a deitar lixo para o chão, a escarrar para o ar e de certeza mais algumas coisas de que agora não me lembro, por isso, temos que deixar algumas coisas para os outros coitadinhos.

No meio disto tudo, só ponho em causa o valor de 4900 euros anuais por aluno. Onde é que estão os do meu educando? Se eu é que compro os livros, os cadernos, os lápis, as canetas, a borracha, as folhas, enfim....tudo, para onde é que vão estes 4900 euros, para pagar o funcionamento da escola? Se sim, e tendo só em conta a turma da minha filha, que são 20 alunos, só essa turma teria uma contribuição de 98000 de euros. Se dividirmos esse número por 14 meses obtemos o resultado de 7000. Tendo em conta que para uma turma temos uma professora e uma auxiliar, teríamos que dividir por 2 mas como temos pessoal administrativo, a turma da minha filha contribui com um trabalhador administrativo e assim, divido por 3 obtendo o bonito número de 2333 euros.Das duas três, ou os professores primários ganham muito bem ou estes números estão mal.

publicado por Manel dos Anzois às 16:20
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
 O que é? |
Quarta-feira, 14 de Setembro de 2005

SportTv








Ainda sobre o estado da televisão em Portugal, fiquei agora a saber mais uma que me deixou completamente incrédulo. Depois do Esquadrão G pensei que o pior que nos poderia acontecer seria o próximo reality show da SIC, Sra. Dona Lady, embora este vá ser um grande sucesso, tendo em conta a quantidade de homens que gosta de se vestir de mulher no carnaval. No carnaval e não só. Há alguns até bem conhecidos que gostam de se vestir de mulher a maior parte do tempo, como o Herman José, o Cristiano Ronaldo (se bem que este está perdoado pois o objectivo final da transformação era a conquista de mais uma pita, ou melhor, de mais um pito) e segundo as más-línguas, até mesmo o Paulo Portas terá lá por casa muitos modelitos, todos eles de marca, segundo parece. Se não me enganar e eu raramente me engano, desta vez a SIC vai ter um Reality Show com sucesso. Também já merecem, coitados. Mas mau, mesmo mau, é o que se vai passar na SportTv este fim-de-semana. Então a SportTv não vai passar um jogo entre duas equipas que lutam pela manutenção? Eu não sou assinante da SporTv, mas coitado de quem é. Qual o interesse de um Benfica vs União de Leiria, as duas ultimas equipas da nossa superliga? Não tarda nada ainda vamos assistir a um Santana vs Cova Gala.

publicado por Manel dos Anzois às 18:50
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
 O que é? |
Segunda-feira, 12 de Setembro de 2005

ESQUADRÃO G










Quando eu pensava que já se tinha batido no fundo do poço em qualidade televisiva eis que sou novamente surpreendido. É verdade, eu, ingenuamente achava que a TVI, com o programa Fiel Ou Infiel já tinha chegado tão fundo, mas tão fundo, que nunca seria apanhada por uma estação concorrente, mas afinal enganei-me.
Na verdade, depois do que vi ontem, o Fiel Ou Infiel até que não é assim tão mau, na verdade penso que a imprensa escrita e a crítica televisiva exageraram. No fundo, o Fiel Ou Infiel, não é mais do que uma espécie de Canal Playboy só que para os mais carênciados e acreditem no que eu digo porque durante cinco anos assinei o Canal Playboy.
Como se sabe, o Canal Playboy é codificado e quem o quiser ver, além da assinatura mensal tem de adquirir a Box e fazer um novo contrato com mais uma prestação mensal, isto tudo só para ver gajas. Então e quem financeiramente não pode acatar este novo encargo, não tem direito a limpar periodicamente a vista? É injusto, não acham? Eu acho, e foi o que deve ter achado o Moniz ou lá quem manda na TVI, e então, pumba, dá-lhe com o Fiel Ou Infiel que é igualzinho ao Canal Playboy só que sem nu integral e sem diálogos onde entre a palavra "xoxota" ou "boceta" ou "pica". O máximo que se pode ouvir é "pau" ou "que gostoso".
Eu pensava que já tinha visto tudo mas afinal não, faltava-me ainda o Esquadrão G. Já sei que estão a pensar que só vi porque queria, que as apresentações já tinham alertado o comum mortal para que aquilo ia ser mesmo mau, mas o que é que querem, eu sou como aqueles gajos que fazem colecção dos primeiros números de revistas, mesmo que sejam revistas sobre assuntos que não lhes interessa. Eu sou assim mas com os programas televisivos, não só os vejo, como os gravo. Tenho talvez a maior colecção de programas número um do mundo.
Assim foi, às 21.15 H eu já estava sentadinho no sofá à espera que começasse e digo-vos com toda a sinceridade que ao início ainda fiquei entusiasmado. Quando comecei a ouvir um assumido homo...sexual a perguntar a um homo...sapiens frases tipo "estás aberto a coisas novas, a novas experiências..." e este responde "...eu estou, não sei se vou gostar mas estou aberto a novas experiências..." ou ainda coisas do tipo "... tu sentaste e é dura dura dura..." e ainda "...vai ficar firme e hirto..." pensei "bem, vamos assistir a momentos completamente inéditos de televisão, do mais hardcore possível e estes gajos esqueceram-se de por a bola ao canto do écran".
Afinal estava enganado, não era mais do que um esquadrão não da morte mas de cinco homo...sexuais que além de andarem de mãos dadas com um homo...sapiens tentando transformá-lo num metro...sexual, que no fundo não é mais do que um homo...sexual só que ainda gosta de gajas.
E assim foi, durante uma hora tivemos lições de moda, de cu...linária, de decoração de interiores, de visual e de boas maneiras, só que em vez de estas lições serem dadas pela Paula Bobone foram dadas por cinco Bóbós.
Ainda assim, como acho que se deve tirar partido e ensinamentos de tudo, aprendi qualquer coisa. Aprendi que se deve falar soletrando bem cada sílaba das palavras para que possamos ser bem entendidos, por exemplo "fa bu lo sa" ou ainda "a mo, a do ro, ma mo". Àh, este estilo de falar deve ser acompanhado por um movimento de braços como se tivéssemos os pulsos partidos, tipo aqueles bonecos articulados que havia antigamente.
Como nós portugueses somos um bocado obtusos, a direcção da SIC achou que para entendermos melhor era preferivel uma dose dupla e assim foi, no Herman Sic, logo a seguir, tivemos que gramar outra vez com eles. O Esquadrão (medo, muito medo) G. Se as donas de casa e reformados pensaram que ao irem cedo para a cama escapavam enganaram-se. Hoje logo pela manhã, no Sic 10 Horas, Esquadrãp G, tenha medo, muito medo...
Para finalizar vou mais uma vez citar Jorge Perestrelo, que a meu ver era um grande visionário do século XX."É disto que o meu povo gosta..."

publicado por Manel dos Anzois às 17:34
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
 O que é? |
Sexta-feira, 9 de Setembro de 2005

REGRESSO À ESCOLA

escola

Além de bastante entusiasmado e ao mesmo tempo preocupado, ao ponto de praticamente não pregar olho de noite, também tenho andado bastante ocupado com o início do ano lectivo. Já sei que a esta hora já estão a pensar "olha, lá está mais um professor a entrar em depressão com a visão do início do trabalho após 3 meses de férias", mas não, não sou professor. Se fosse professor, não estaria só deprimido, já estava com certeza internado.
No meu caso o que se passa é que aos 36 anos vou voltar a estudar. É verdade. Vou voltar para a escola primária, para a primeira classe, agora com um nome mais pomposo de 1º ciclo, ou 1º ano, ou lá o que é.
Não acreditam? É verdade, já comprei os livros e tudo. Para a disciplina de Língua Portuguesa foi as Letrinhas 1 e 2, de Carlos Letra. Para a Matemática foi o livro Nova Matemática de Carlos Letra e para Estudo do Meio o livro Aprender Brincando, adivinhem de quem? Também do Carlos Letra, que pelos vistos detém o exclusivo da escrita na editora Gailivro.
Só falta dizer que embora eu vá voltar a estudar, quem vai frequentar as aulas é a minha filha.
A minha preocupação é que o nosso entusiasmo (o meu e o da minha querida mulher) é de longe bastante superior ao da minha filha, ao ponto de aquando da compra da mochila (tipo troley) termos andado a fazer "crash test" à dita cuja em pleno corredor do Continente.
- "Não, não, esta é muito fraquinha" dizia a minha mulher, ao qual eu contrapunha "ó amor, não vale a pena tanto trabalho, quer a mochila seja boa ou fraca de certeza que só dura um ano nas mãos dela, para o ano temos que comprar outra por isso não vale a pena comprar uma muito cara".
- "Mas eu não quero que a nossa filha vá com uma mochila tão reles que pareça uma pindérica".
- "...............................", percebi que não valia a pena argumentar mais e lá continuamos com os testes de qualidade, de resistência, odor, tacto, paladar, marca dos pneus, tipo do pneu, etc. Finalmente, uma hora e trinta e sete minutos depois, quando finalmente escolhemos o modelo, chamamos a nossa querida filha que estava ligeiramente mais à frente no corredor a brincar com uns bonecos para escolher de entre duas cores, o cor-de-rosa ou o laranja, uma vez que era ela quem iria utilizar a mochila. Felizmente, ela ainda não é como a mãe e a sua decisão foi rápida "tanto me faz,uma qualquer, quero ir para casa, estou farta de supermercado..." (por enquanto, a minha filha detesta os supermercados mas isso não me preocupa pois eu tenho a certeza que com a idade lhe vai passar, ao ponto de depois não querer de lá sair).
Como vêm, o seu entusiasmo não é muito. Um destes dias perguntei-lhe "quem é que vai para a escola aprender a ler e a escrever? Depois já podes ser tu a ler os livros de histórinhas ao manito" ela respondeu, bastante interessada "papá, posso ir ver bonecos?". Irritado, disse-lhe que quando a escola primária começasse não podia chegar a casa e ir logo ver bonecos, respondeu-me "que seca a escola primária...".
Já eu, em compensação, estou tão entusiasmado que ontem à noite, em vez de estar a resolver os enigmas do Sudoku estive a fazer as fichas de Português, já vou na letra i.

publicado por Manel dos Anzois às 13:54
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
 O que é? |
Terça-feira, 6 de Setembro de 2005

2º ASSALTO: O CU DO MUNDO 1 RESTAURAÇÃO FIGUEIRENSE 1



2º ASSALTO

O CU DO MUNDO 1 VS RESTAURAÇÃO FIGUEIRENSE 1


Domingo dia 22 de Agosto.

Precisamente um dia depois de ter perdido aos pontos para o Restaurante Panorâmico Casa Pinha, arrisquei um novo assalto, desta vez com o Restaurante Galaró e venci por K.O.
Não pensem que foi fácil, foi um combate bem suado e por causa disso quero já alertar-vos para a localização deste dito restaurante. O Restaurante Galaró fica na Rua Rancho das Cantarinhas, que é a rua que vai do estádio de futebol até Buarcos. Passa-se ao Pingo Doce, ás Finanças de Buarcos e antes de chegar ao quiosque, lá está uma faixa a atravessar toda a estrada - Restaurante Galaró, refeições económicas por 6.50 euros, só se esqueceram de por na faixa que estes preços são só para a hora de almoço.
Bem, o combate propriamente dito, começou mal acordei, ou seja, no domingo às 5 da tarde. Não, não me enganei, eram mesmo 5 da tarde. È que eu tenho uma costela de guarda-nocturno e no sábado à noite perdi-me e só dei com a casa já perto das 9 da matina.
As minhas duas queridas mulheres, a fim de deixarem o seu belo macho lusitano descansar saíram de casa e foram para a praia. Foi assim, que eu quando acordei, me senti na obrigação de as presentear em forma de agradecimento com um jantar.
Enquanto elas não chegaram a casa eu lá fui pensado onde é que havia de as levar, "Ora bem... Casa Pinha não... então?... então...", só ai reparei que mal conseguia pensar pois tinha acordado com uma enorme enxaqueca. Fui tomar duas aspirinas e aproveitei para beber 1.5 litros de água, pois não sei bem porquê, mas estava cheio de sede.
Quando elas chegaram dei-lhes a boa nova "vamos jantar fora que eu pago. Está-me a apetecer comer peixe..."
Depois de um bom banho e dos dentes bem escovados para disfarçar o bafo a destilaria, lá saímos rumo ao restaurante. Tinha decidido passar pelo Restaurante do Sporting, que não é nada de especial mas é barato e tem peixe fresquinho e se não tivesse uma fila muito grande o repasto seria mesmo ai. Eram quase 9 da noite e como já seria de esperar, a fila dava a volta ao quarteirão. Nem sequer parei o carro.
Freguês que se segue, Restaurante Teimoso. Apetecia-me uma fritada de peixe. Chegados ao Teimoso deparo-me com uma surpresa. A fila chegava cá fora. Eram 9.15 horas e como é a hora em que toda a gente chega, a coisa ia demorar pela certa. Como só tinha no bucho 2 aspirinas e um litro e meio de água estava a ficar desesperado e decidimos não ficar.
Próxima tentativa, Restaurante Casa Mota, em Buarcos. Arranjamos estacionamento para a carroça junto ao Ovo de Buarcos e fomos aquele bocado a pé. Nova surpresa. Fechado para descanso do pessoal. Merda. Eram 9.25 e eu já estava a ficar arrependido de ter saído de casa, ainda por cima, a minha querida mulher que está de esperanças e por isso necessita de reciclar os seus fluidos de meia em meia hora com uma regularidade britânica, já gritava aos 4 cantos por uma casinha. No regresso para o carro vimos uma faixa a anunciar o Restaurante Galaró e eis que a minha querida esposa diz "é já neste que eu já não aguento mais". Uma casa de banho tinha-se tornado bem mais importante do que um restaurante e foi assim, que por ter casa de banho e uma mesa livre, que o Restaurante Galaró foi eleito.
A primeira impressão até foi boa. O empregado, com um sotaque francófono a acusar a sua "emigrantite" veio logo em nosso auxílio, indicou-nos uma mesa e distribuio as ementas. Pôs meio cacete cortado às fatias acompanhado de um patê e uma taça de azeitonas em cima da mesa e afastou-se enquanto escolhíamos. Os pratos eleitos foram duas sopas de legumes, uma sopa de peixe, uma dose de lulas grelhadas e uma de secretos de porco preto, tudo regado com água para não sobrecarregar o fígado.
O tempo foi passando e como já não havia nem pão, nem patê nem azeitonas fui acompanhando os dois empregados da sala, sempre na esperança de ver um deles na nossa direcção com as sopas. Foi durante essa observação que reparei que o "nosso" empregado, tinha um andar um tanto ou quanto ... como é que hei-de dizer... abichan... não... assim tipo "galaró", estão a ver... O pior não era o andar mas era sim uma bela ranheta que ele tinha pendurada numa narina e que pelos vistos fazia um qualquer jogo com ela. Fungava e ela desaparecia para voltar segundos mais tarde. Enquanto as sopas não apareciam pudemos apreciar aquele espectáculo. Para cima, para baixo, para cima, para baixo, para cima, para baixo. O espectáculo era divertido mas estava a começar a tirar-me o apetite. Eram 10.10, já tinham passado 40 minutos e as sopas nem vê-las. Chamei o empregado malabarista e perguntei-lhe "então as sopas?", ao qual ele me respondeu "estão mesmo a sair que a cozinha já me fez sinal". Um minuto depois, lá vinha ele com os pratos na mão, mas para nossa surpresa vinham vazios, as sopas eram servidas em terrinas. Posou os pratos e afastou-se. Passado dez minutos os pratos continuavam vazios. Tornei a chama-lo e a questioná-lo pelas sopas, "estão mesmo a sair..." Uuuuuuuuffffffff (mais uma fungadela). Eram 10.30 e já estávamos há uma hora à espera das sopas.
Foi neste preciso momento que a minha querida mulher desfere um golpe que deixa o restaurante K.O. Quando finalmente o fungador chega com as sopas ela diz "olhe, desculpe mas agora já não queremos mais nada, tire-nos a conta das entradas e da água se faz favor" levanta-se, pega na minha filha e sai do restaurante, seguida pelo empregado com a terrina da sopa na mão e a dizer "mas ... uuuuuuufffffffff...mas... uuuuuuuffffff...mas...". Volta-se para trás e vai falar com o dono enquanto eu permaneço impávido e sereno sentado à mesa à espera da conta, enquanto todas as pessoas nas outras mesas olham para mim como se eu fosse um herói. O fungador finalmente chega ao pé de mim, pede desculpa e diz que não é nada, que fica por conta da casa.
São quase onze horas, continuamos sem jantar, embora toda esta adrenalina já me tenha tirado o apetite. Decidimos ir a um sítio que já sabemos com o que é que contamos durante todo o ano. Fomos ao Mc Donalds.

publicado por Manel dos Anzois às 08:59
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
 O que é? |
Segunda-feira, 5 de Setembro de 2005

7º ANIVERSÁRIO DE CASAMENTO




Peço imensas desculpas aos meus "clientes", mas eu hoje tive um daqueles dias em que nem sequer tive tempo de coçar a micose, já que os tempos "mortos" praticamente não existiram e os poucos que existiram foram preenchidos a pensar o que dar à minha querida mulher que me atura faz hoje precisamente 7 anos.
Faz hoje precisamente 7 anos que eu e ela disputavamos o titulo "a maior esponja do copo de água". Ficamos empatados em segundo lugar e o grande vencedor foi o meu pai.
Assim sendo, o "post" de hoje é só para ti, Lili.
Amo-te!

publicado por Manel dos Anzois às 18:28
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
 O que é? |
Sexta-feira, 2 de Setembro de 2005

1º ASSALTO: O CU DO MUNDO 0 - RESTAURAÇÃO FIGUEIRENSE 1




Antes de passar ao relato do primeiro assalto entre a restauração figueirense e o cu do mundo, gostava de lançar um desafio a cada um dos leitores deste post.
Imagina que eu sou um velho colega universitário que vem passar férias à Figueira da Foz em pleno mês de Agosto e telefono-te e digo "então Asdrúbal, há quanto tempo. É pá, desculpa incomodar-te a esta hora da manhã mas preciso da tua ajuda. Queria que me recomendasses um bom restaurante de peixe para o almoço e um de carne para o jantar, mas tem que ser na Figueira pois o carro avariou e está na oficina, só fica pronto amanhã."
É que eu, que conheço todos (sim todos), os restaurantes da Figueira, tenho muita dificuldade em responder a este desafio. Aguardo as vossas respostas. Vamos então ao post propriamente dito.

1º ASSALTO


O Cu do Mundo-0 vs Restauração Figueirense-1

Figueira da Foz, Sábado 20 de Agosto.
Depois de um belo dia de praia que começou ao meio dia e acabou por volta das 19 horas (sim, eu sei que este não é o horário recomendável), a discussão de onde iríamos jantar com as crianças continuava. Esta discussão começou logo às duas da tarde, quando a fome começou a apertar e só havia abrunhos e bolachas para comer. Cinco horas depois, o debate continuava e não havia fumo branco. Até aqui nada de anormal, pois normalmente estas discussões entre a minha mulher e a minha cunhada só ficam resolvidas cinco minutos antes de sair de casa e por telefone. Elas estão a tarde toda juntas mas só ficam de acordo em relação à hora. "Vamos jantar às 9 horas. Eu daqui a bocado telefono-te para decidirmos o sítio." Chama-se a isto escolher sobre pressão. Às nove horas o telefone toca e do outro lado da linha ouve-se "então, já decidiram onde vamos????". Eu e o meu cunhado não temos grande voto na matéria, pois só somos convidados porque é preciso alguém que conduza o carro e chegue ao fim e pague a conta. No entanto, neste fatídico dia não foi assim. Saímos da praia do Cabo Mondego e para fugir ao trânsito decidimos dar a volta pela Serra da Boa Viagem. E foi assim que demos de caras com o Restaurante Panorâmico Casa Pinha. Eu já sabia da sua existência, pois costumo ir pedalar para aqueles lados e já o tinha visto, até já tinha inspeccionado a ementa, mas estava à espera de ouvir algum comentário de alguém que já lá tivesse ido.
As mulheres decidiram parar para ver a ementa, mas no lugar dela estava à porta um elaborado cartaz onde anunciava para essa noite Buffet de grelhados acompanhado de saladas, tudo por 12.5 euros por pessoa, musica ao vivo junto à piscina e concurso de desfiles de fato de banho. Entramos para ver o espaço e eis que na cabeça da minha mulher e da minha cunhada dispara o click assim que vêm a piscina (é um mal de família, assim que vêm uma piscina, mesmo que seja daquelas só para lavar os pés, ficam maluquinhas de todo, e o pior é que a minha filha já herdou esta doença). "Espectacular... maravilhoso... esplendoroso...que maravilha.... se me saisse o euromilhões era um negócio destes que eu montava... que coisa mais linda..." saia alternadamente da boca de cada uma delas. Quando a dona do restaurante lhes disse que o jantar podia ser à beira da piscina e que as crianças podiam dar um mergulho ainda antes de jantar, ficou logo decidido que ia ser ali o repasto, nem sequer estranharam que a empregada disse-se que as crianças ou não pagavam nada ou pagavam meio bilhete, que a bebida estava incluída no bilhete e que ou era vinho ou sangria, não sabia muito bem pois era a primeira vez que iam fazer este esquema de buffet. Eu ainda lhes perguntei "mas o que é isto do bilhete???" ao qual elas me responderam em unissono "lá estás tu já a dizer mal". Calei-me. E foi assim que ficou reservada uma mesa junto à piscina para as 19 horas e 30 minutos, já que não convinha vir muito tarde, pois quando a sala estivesse cheia já não aceitavam mais ninguém, disse a empregada. As mulheres estavam tão ceguinhas pelo reflexo do sol na piscina que nem estranharam que se tínhamos reservado mesa, não precisávamos de nos preocupar se enchia ou não, a reserva já estava feita.
Chegamos às 19.30 em ponto e a primeira surpresa foi que o cozinheiro estava a começar a fazer as brasas, ou seja, aquilo não ia começar de certeza antes das 20.30.
A segunda surpresa era o tamanho do fogareiro, pouco maior do que a churrasqueira que eu tenho em casa, o que me fez pensar que se alem de nós os 7 estivesse mais alguém para jantar ia ser, no minimo, complicado.
A terceira surpresa era que não só não estava nenhuma mesa reservada, como afinal não se podia jantar junto à piscina, só se podia ir para lá depois do jantar para tomar um café e um digestivo.
Enquanto os putos aproveitavam para dar uns mergulhos na piscina, nós os quatro trocávamos olhares que diziam "ficamos ou saímos de fininho?". Mais uma vez, esta decisão, se ficávamos ou se íamos embora a outro lado demorou. Enquanto o músico afinava as guitarras ao som de Pat Metheny as mulheres diziam "então e se formos embora, aonde vamos???.... Ficamos, pode ser que não seja assim tão mau.... olha pelo menos a musica é boa.... vamos pedir uns martinis.... mas os martinis nunca mais vêm....o melhor é ir embora....". Tarde de mais, já estavam a chamar para a sala pois a comida estava a começar a sair.
Para mal dos nossos pecados, a sala estava cheia. Numas mesitas tinha salada de pimentos, salada de feijão-frade, salada russa, salada de tomate, pão, vinho tinto, e uma bandeja com costeletas de porco que desapareceu em precisamente 2 minutos. Mais de metade da sala teve que esperar que o fogareiro desse vazão a mais uma rodada de costeletas. Eram 9 da noite, a fome apertava e já todos tinham percebido que ia ser um jantar em que a rapidez ia ser o mais importante, pois quando a travessa da carne torna-se a chegar, não ia dar para todos, ainda por cima os que tinham conseguido tirar da primeira vez, já tinham acabado, de maneira que estávamos novamente todos na corrida. Quando a bandeja das costeletas chegou, parecia as lojas no Japão no primeiro dia em que a PlayStation é posta à venda. Atropelamentos, cotoveladas, pisadelas, vale tudo. Assim foi, sucessivamente, bandeja após bandeja.
As reclamações eram tantas que a dona já não sabia onde se havia de meter, já dizia que era só empregada e não tinha nada a ver com aquilo.
Como todo o bom restaurante que se preza, o maior problema é quando chega a conta. Normalmente pelo meio tem sempre umas parcelas a mais ou então não identificadas, que obriga aos mais corajosos a pedir explicações ao empregado. Pois neste caso vinha tudo explicadinho, e dizia que as crianças, uma de 9 anos, outra de 5 anos e outra de 3 anos, afinal pagavam "bilhete inteiro" e não meio bilhete como nos tinha sido dito ao início. Reclamámos. As garrafas de água das crianças, afinal não estavam incluídas no preço e eram cobradas à parte. Reclamámos.
No fim de se acertar todas as contas pensamos "vamos beber café lá abaixo ao pé da piscina que ao menos a música é boa". Pois bem, quando saímos, o músico que nos ensaios tocava Pat Metheny, cantarolava agora "...deixei tudo por ela, deixei deixei, deixei tudo por ela..."Como diria o Jorge Perestrelo, "Mas o que é que é isto, ó meu?????"

publicado por Manel dos Anzois às 14:55
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
 O que é? |
Quinta-feira, 1 de Setembro de 2005

LA RENTREE




Como tudo o que é bom acaba depressa, aqui estou eu para a minha rentree. Quero só alertar-vos para que o texto que vão ler de seguida foi escrito há precisamente 4 anos. Optei por o manter na integra em vez de o actualizar para que possam vem como nada mudou em 4 anos....

Em Agosto já se tinha ouvido falar dela, muito ligeiramente, mas ouviu. A RENTREE. Neste caso veio associada ao campeonato de futebol, mas comparado com este mês de Setembro, a RENTREE agostina foi só um ligeiro aquecimento.
Em Setembro temos a RENTREE política. Mesmo os mais distraidos já devem ter reparado nos cartazes com as fotografias de péssima qualidade (proponho aos grafittis da Figueira que lá escrevam "PROCURA-SE ? MORTO OU VIVO") dos candidatos à falida Câmara Municipal. Atenção, também ai andam uns cartazes com uns palhaços mas eu acho que é publicidade ao circo.
Mas Setembro não vive só da RENTREE política, temos também a RENTREE televisiva. Finalmente vão deixar de passar os mesmos filmes de sempre (Agosto é um paradigma televisivo, é quando passam mais filmes e a horas decentes , mas os filmes são todos repetidos. Se a teoria é que em Agosto ninguém vê televisão, então proponho que vão todos de férias, de preferência para o Brasil.), para dar entrada à nova grelha. FINALMENNNNNNNNNNNNTE, está de volta o Big Brother, que nesta 3ª edição conta com uma gorda com um metro e meio e com 85 Kg, e ainda um bandarilheiro e uma miss, nem mais nem menos que a miss Portugal 2000. Só falta ver quando é que o moço espeta a bandarilha na miss.
Mas Setembro conta ainda com outra grande RENTREE, que a meu ver deveria ter honras televisivas. E qual foi, perguntam vocês ? A minha RENTREE ao trabalho depois de três semanas de boas e merecidas férias na Figueira da Foz, não a cidade maravilhosa, cheia de encantos mil, mas a cidade que dizem estar na moda. Para falar a verdade, foram mais merecidas do que boas, já que mais pareceram um filme Croata de 3ª categoria, realizado por um gajo cujo nome acaba em Vic, e que aproveita estar na Figueira a trabalhar nas obras do Jumbo para concorrer com o filme ao Festival de cinema da Figueira da Foz. Então reparem bem:
Perdi o universalmente famoso mundialito de praia por ainda não estar de férias.
No meu primeiro dia de férias decidi ir para a praia da Vieira de Leiria e vim de lá corrido com uma tempestade que até teve honra de notícia de telejornal. Como nos dias seguintes o tempo também não esteve muito católico, a monotonia destas férias repartia-se entre casa e um centro comercial, um tal de E.Leclerc, que toda a gente frequentava devido à chuva. Foi então por um desses dias, quando estava à mesa do McDonald (a abertura do McDonald foi o maior acontecimento deste verão na Figueira, uma vez que a piscina só abriu em Setembro, possivelmente para o pouco pessoal presente no Festival de Cinema poder ir a banhos) a saborear o meu Big Mac, que ouvi algo que mudou as minhas férias. Ao meu lado, o belo turista, uma espécie de imitação de Marco Paulo no seu tempo de carapinha, de sapatos de vernis, calções de praia e camisa aberta diz para a mulher de 120 Kg - "amori, já só falta a buida".Neste momento pensei "estou noutro planeta!".
A partir desse dia, passei os dias a dormir e comecei a sair à noite, até de manhã. É que normalmente a fauna notivaga é mais gira. Puro engano. Uma bela noite, vou a passar junto ao belo palco que o arquitecto Siza Vieira projectou para a zona do Casino, afim de se realizarem concertos naquela vasta e espaçosa zona, quando ouço um protótipo de turista dizer ao telémovel ?"estou aqui junto ao baile", isto enquanto Luis Portugal, ex mentor do grupo Jáfumega tocava belas versões acústicas. Tinha então chegado à conclusão que não estava noutro planeta mas sim noutra galáxia.
Dai para a frente, só sai de casa para ir ao videoclube abastecer-me. Foi uma espécie de promessa que fiz.
Foi por esta razão que também perdi outro grande acontecimento que foi um tal de trem eléctrico, que afinal nem era um trem nem era elétrico. Era sim um autocarro com um potente conjunto de colunas a debitar uma espécie de música, cantada na língua de Camões mas com sotaque brasileiro. No primeiro dia a Banda Eva, no segundo o Netinho. Isto tudo com direito a transmissão televisiva via TVI. E foi ao som de "Ó MIIIIIIIIIILA, CHUPA-ME A PIIIIIIIILA" que pus mais um filme no video.
E foi assim, que pé ante pé chegou a minha RENTREE ao trabalho.
Levantei-me à hora a que normalmente me deitava, e ainda a dormir lá me vesti. Ensonado meti-me no carro e quando dei por mim estava à porta do videoclube que ainda estava fechado. Lá me lembrei que era dia de trabalho e a muito custo redescobri o caminho para a fábrica. Quando me sento á frente do computador, não me lembro qual dos botões é que o liga. Duas tentativas e já esta. De seguida Control_Alt_Del e ?.. Enter Password. SOCORRO, será que é como o multibanco em que só tenho três tentativas? É que não me lembro da merda da Password. Penso para mim mesmo ?"finalmente, alguma animação".

Como vêm, as grandes desactualizações são que já não existe Festival de Cinema da Figueira da Foz e a outra é que eu já não vejo videos porque fiz um upgrade para dvd.

publicado por Manel dos Anzois às 01:00
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
 O que é? |

mais sobre mim

Cheirem-me o Cu

Com Lubrificante Please

Queres mesmo saber?

arquivos

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Bufas recentes

RIP CU(RL) - 2005-2012

BEST CUZINHO - #2

4 OUTUBRO - DIA MUNDIAL D...

BEST CUZINHO - #1

ANDA TUDO DOIDO.....

SPEEDO GONZALEZ

COPY PASTE

ENRA BAR - SHOT'S A 25 TO...

11 ANOS DE 11 DE SETEMBRO

JOGOS PARALÍMPICOS LONDRE...

Promoções 2 em 1

NUMERO ANÓNIMO

VERÃO

DESTINOS DE FÉRIAS NA SUA...

PINGO DOCE vs TATTOO ANAL

CHUPA QUE É CANA DOCE!

JE SUIS COME SI COME ÇA M...

TABACO MENTOLADO, COISA D...

POR MIM PODES FICAR SEMPR...

SALGUEIRAL

IDOLOS 2012

RECORDAR É VIVER....

SEM CUMENTÁRIOS

ORGULHO FIGUEIRENSE

ARTE

ANATOMIA DE GREY

CONA

SÓCRATES

XUXA

CHAMINÉS

Best Of Cu

DOMINGOS..............

FARMÁCIAS

COMPRAS

ESTÁ QUASE...

VAMOS À LA PLAYA OH OH OH...

O BARBEIRO

LICENÇA DE PATERNIDADE - ...

LICENÇA DE PATERNIDADE - ...

SANITÁRIOS...

2º ASSALTO: O CU DO MUNDO...

links

pesquisar

 

últ. comentários

Já foi bom, agora nem dado
Marisco congelado? acredito que as percebes sejam ...
Fui lá uma vez e fiquei tão de pé atras.. Para que...
o criador deste blog e um anormal de primeira
Eu não sou camionista, mas evitar convivência diár...
Cona boa!
Q vontade de lhe *spetar a minha p*ça de 25...
Quanto maior o canal da uretra (e do pênis ) maior...
O meu famoso ROOMBA caiu-me um dia das mãos... Con...
E assim o último pingo nunca será mais da cueca. E...
A ideia de ganhar dinheiro sem ter muito trabalho ...
Descobri o blog hoje, e já era finado, paciência. ...
è uma pena ..logo que por acaso encontrei o blog.....
Excelente. Já pensou acompanhar mais pessoas aos H...
Roomba y Neato Portugal - www.sinwestportugal.com
eu vou deitar esse site abaixo para nunca mais um ...
José Mourinho, impávido e sereno em "Chiambretti n...
culés, culerdos e caganers....?
Para quem perceber e gostar um pouco de eletrónica...
Merda pá ....ok...e.....está bem eu espero....n te...

Novembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


tags

todas as tags

Top 10 visitantes

ul { list-style:none; margin:0px; padding:0px; } li { background-color: #EFF7FF; margin:3px 0px; padding:0px; width:200px; height:56px; float:left; } img { border: 0px; } li img { margin:0px auto; padding:2px; border:solid 1px #aaaaaa; width: 50px; height: 50px; } li span.note { font-size:0.8em; } li p { margin:0; } textarea { display:inline; width:136px; height:35px; margin:0; float:left; } input { display:block; clear:left; }
]]>

Bufas mais comentadas

36 comentários
32 comentários
27 comentários
26 comentários
21 comentários
20 comentários
19 comentários
19 comentários
19 comentários
18 comentários
18 comentários
18 comentários
18 comentários
17 comentários
17 comentários
17 comentários
17 comentários
17 comentários
17 comentários
17 comentários
16 comentários
16 comentários
16 comentários
16 comentários
16 comentários

Quantos são? Quantos são?

blogs SAPO

Linkamos

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!