Quinta-feira, 29 de Setembro de 2011

SENTAI-VOS!

 

Finalmente vou voltar aqui a falar do meu tema preferido! Aleluia! Nem estou em mim! Quem me conhece sabe bem o quanto gosto de escrever sobre o assunto! Se não escrevo sobre isso mais vezes a culpa não é minha! É daquelas coisas para o qual convém ter uma ajuda da senhora Cu. Sozinho não posso fazer nada! Finalmente, após 14 meses de abstinência eis que a patroa me faz a vontade! Vamos lá falar disso! Estou tão eufórico que já perdi o raciocinio…… deixa cá reler isto….. simmmm… hum hum….sim… sim…. Hum…. Hummmm….. é pá! Até parece que vou falar de sexo!!!!!! Não não! Acalmem lá o pito. Vou falar de hospitais! Calma! Aliás, vou falar de hospitais, sistema nacional de saúde e produtividade!

 

 Como podem ver vai ser um texto longo por isso vá, façam já uma pausa, vão buscar um cafezinho, fazer um xixizinho que eu espero...................................................... já está? Então vamos lá!

 

Catorze meses após a última visita a um hospital eis que a madame Cu segunda-feira levanta-se da cama e não consegue andar devido a uma dor no musculo gémeo da perna esquerda. Sim, admito que não sendo eu flor que se cheire pensei logo “pois é! Segunda feira é um dia fodido! Ora deixa cá ver se também me dói alguma coisa.....”, mas percebi logo que não se tratava de ronha quando a mesma me pediu para a levar ao hospital.

 

É logo uma boa maneira não só de começar o dia como de começar a semana. E foi assim que as 8 da matina já me encontrava no hospital da Figueira da Foz e pude presenciar in loco como as medidas de recessão já chegaram a esta unidade de saúde. Após a triagem com nome inglês chique começaram logo as poupanças de recursos. Eu sei que não percebo nada de saúde mas se alguém entra numas urgências sem conseguir andar com dores numa perna o mínimo que eu esperava é que fosse encaminhada para um ortopedista! Engano meu! Foi mesmo para o médico de clínica geral!

 

Não querendo apontar o dedo a ninguém vamos chamar-lhe Dr. Brasileiro! Não que eu seja xenófobo! Nada! Aliás, eu que frequento muito a noite sem bem como o povo brasileiro pode ser muito bom na sua actividade profissional.....

 

As quatro horas seguintes passei-as não sendo produtivo para o País. Ali, sentado na sala de espera fui recebendo as actualizações via SMS:

 

- Já estou medicada a curtir uma trip!!!!

 

- Acabou de entrar um gajo com gripe A!!!

 

- Estou deitada no corredor junto a um homeless que cheira mal que se farta!

 

- Afinal isto é uma rotura muscular!!!

 

Não consigo ter rédea curta aos meus pensamentos e como tal pensei logo: rotura muscular a dormir? Isto é que é o cumulo da preguiça!!!!!

 

Respondi:

 

- Rotura a dormir????

 

- Sim, diz que é normal - respondeu.

 

Normal? Normal? Só se for no Brasil que os gajos até a dormir sambam!

 

Voltei a perguntar:

 

- Fizestes muitos exames?

 

- Não, foi por apalpação.

 

Por apalpação? Desde quando é que isso resulta? Nem quando eu era jovem e dizia às minhas amigas para me apalparem os tomates a ver se estavam maduros isso resultava! Quando finalmente saiu das urgências a minha primeira pergunta foi direccionada para a minha principal preocupação: - Quantos dias de baixa? Sim, eu sei que pode parecer cruel, mas o que me preocupa é a falta de ar na carteira e quantos dias ao certo vou ser mãe solteira! Aproveito aqui para mandar a todas as mães solteiras o meu mais profundo abraço. São as maiores!

 

Voltemos à baixa. Não sabia. O médico não lhe passou baixa e mandou-a ir com uma carta por ele passada à medica de família. É aqui que queria chamar a atenção de um qualquer ministro que esteja agora a ler isto na assembleia. Meu amigo, como é que podemos ser mais produtivos? Para além de ter passado 4 horas no hospital tive ainda que ir mais duas horas para o centro de saúde! Pior, ainda. Como estavam em contenções de despesas e não fizeram nenhum exame no hospital, o que ia escrito na carta para a médica de família era: dor na perna. POSSÍVEL rotura muscular! Conclusão: Vá fazer uma ecografia. Resultado: contractura muscular!

 

O melhor disto tudo é que mesmo sem ter certeza de qual era o mal o médico prescreveu tratamento. Anti inflamatórios e 20mg de Diazepan e em relação a isto estou extremamente grato. Com esta dosagem a madame passa o dia a dormir e assim voltei a ter alguma actividade sex.. bem, não interessa!

 

Resumindo, o estado poupou no hospital mas foi ilusão. A seguir faço a eco que é comparticipada pelo estado! A única coisa que se poupou aqui foram as minhas horas de técnico especializado, horas produtivas para o País, com mais uma hora e meia de exames e mais uma ida ao médico de família. No total cerca de 8 horas que podiam muito bem ter ficado pelas 4 iniciais, fosse o serviço competente.

 

Perante isto pergunto-me para que é que servem os hospitais. Por este andar a única coisa que vale a pena lá ir fazer é uma lavagem ocular...... é que para tal não têm que gastar muito dinheiro, basta deixarem as enfermeiras andarem a passear-se de um lado para o outro que um gajo fica logo com a vista limpa!

 

.


publicado por Manel dos Anzois às 14:30
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
 O que é? |
Quarta-feira, 28 de Outubro de 2009

INGRATOS

 

 

Ricos amigos que vocês são. Nenhum perguntou o que é que afinal a Bundinha teve. Nem um para amostra. Só aqui vêm para vosso prazer pessoal!!!! Tarados!!!

 

Não vos interessa, não é? Que se lixe que eu digo na mesma.

 

Depois de muita apalpação, uns raio-X e alguns guinchos ao melhor estilo "tira dai a patinha que me estás a aleijar", o diagnóstico foi entorse no tornozelo. Prescrição: 3 semanitas de gesso que é para a próxima teres mais juízo.

 

Chegada a casa, já deitada na cama com o par de canadianas ao lado, o seu ar era de tristeza. Deitei-me ao lado dela e perguntei:

 

- "O que se passa filha".

 

- "Eu não vou conseguir andar de muletas".

 

- " Claro que vais. Eu na tua idade também andei, ou pensas que isso é alguma originalidade tua?".

 

- "E como é que eu carrego a mochila com as muletas?".

 

- "O pai ajuda-te!".

 

- "E agora já não posso ir ao baile do dia das bruxas no sábado".

 

- "Pois filha. Paciência, vai haver mais oportunidades" - aqui admito que foi um alívio. Ainda não tinha descalçado esta bota. Para ir ao baile a Bundinha tinha de se fazer acompanhar por um adulto e não me estou a ver nessas andanças....... pelo menos enquanto ela não tiver 16 anos!!!!

 

Foi assim, na cavaqueira que acabamos de adormecer um para cada lado.

 

Ontem a chegada à escola trouxe-lhe uma surpresa. Assim que as colegas a viram de muletas, com o pé engessado, vieram todas a correr que nem moscas de volta de uma poia.
 

Fui completamente afastado, empurrado. Discutiam sobre quem lhe levava a mochila, quem a ajudava a subir as escadas, quem transportava a bandeja no refeitório.

 

Ainda consegui olhar para a Bundinha e pude ver que estava feliz, com um sorriso estampado no rosto...... um sorriso que me deixou preocupado...... algo me diz que ela vai arranjar maneira do gesso ficar bem mais do que as 3 semanas.....
 

.


publicado por Manel dos Anzois às 10:29
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
 O que é? |
Terça-feira, 27 de Outubro de 2009

AIIIII QUI EU MATUTI!!!!!!!

 

Sabem aquele gajo que no supermercado, quando chega a hora de pagar, encontra a caixa com uma fila menor mas depois quando chega à sua altura acaba o rolo de papel na máquina..... e a empregada é nova e não sabe mudar...... e de repente todos os clientes das outras caixas avançam e o gajo continua ao alto a bufar???? Pois..... sou eu!
 
Sabem aquele gajo que está na fila do multibanco e quando chega a sua vez o bonequito diz “temporariamente indisponível”. Pois.... sou eu!!!!
 
Sabem aquele gajo que está prestes a cumprir as obrigações matrimoniais com a patroa e quando está mesmo à “porta” olha para cima e ela já está a ressonar???? Pois.... pois....
 
Como podem ver sou um gajo cheio de sorte. Por exemplo, quando não tenho assunto para postar nesta chafarica alguém lá de casa trata de se encarregar do assunto. Raramente estou doente, mas se pudesse trocar as horas que passo no hospital por milhas aéreas fartava-me de viajar.
 
Ontem foi a vez da Bundinha. Do facto de ela torcer um pé numa aula de ginástica e nem a professora nem depois a respectiva escola passar cartão nenhum não vou nem falar. Estou antes a pensar em comprar uma arma ao padreco que foi ontem detido e ir lá partir aquela merda toda.
 
Assim calhou-me na rifa sair do trabalho às 6 da tarde.... ou melhor, 6 da noite e ainda ter de me deslocar às urgências hospitalares. Faço a transfusão daqueles 35 quilos de sangue do meu sangue do carro para uma cadeira de rodas e dirijo-me à recepção.
 
A coisa não podia começar melhor. O sistema informático acabara de aterrar e o pânico estava instalado. Quem queria pagar não podia, quem queria dar entrada tinha que esperar que fosse tudo feito manualmente, enfim, só para passar para a sala de espera levei logo com meia hora de aquecimento.
 
Estava agora na fase da triagem. Deu para ver que o pessoal especializado, vulgo médico e enfermeiros estão em braços com uma doença terrível capaz de provocar o fim da humanidade. Uma tal de gripe A.
 
De 5 em 5 minutos a enfermeira entra na sala e pergunta “está aqui alguém com sintomas gripais? Febre? Tosse? Constipado? Sim? Faça o favor de me seguir”. Coitados. Juro que fiquei com pena deles. Sortudos dos outros, com o olho ao pendurão, uma perna partida, um ombro deslocado ou até um traumatismo craniano. Esses talvez sobrevivam.
 
Com isto levei com mais meia hora até ser chamado à triagem. Já devia estar a deitar fumo pelas ventas quando finalmente fomos chamados. A Bundinha, bem treinada por mim, queixa-se de tudo e mais alguma coisa. Finalmente aqui conquistamos um ponto e ao contrário dos outros levamos com pulseira amarela o que nos dá a pole position para entrar.
 
De volta à sala de espera é ver os putos de pulseira verde, que supostamente iam esperar mais, a entrarem. Por esta altura além de já fumegar, o que me estava a dar uma enorme vontade de mamar um cigarro, estava à beira de ter um colapso nervoso. Como se não bastasse a espera, a Bundinha, que ainda tem uma costela de hiperactiva não parava com a cadeira de rodas de um lado para o outro. De cinco em cinco minutos perguntava-me as horas. De três em três se demorava muito e a cada trinta segundos queixava-se com fome. Eu já estava a desesperar e antes que lhe espetasse um moquenco e ainda tivessem que lhe engessar a cabeça levantei-me e fui procurar a enfermeira para saber porque entravam todos menos nós. Resposta: "o ortopedista está a operar. Não sabemos quanto tempo demora".
 
Duas horas depois de ter dado entrada no hospital ali jazia eu. Olhos raiados de sangue e desesperado por um cigarro. Já tinha ido comprar qualquer coisa para a Bundinha e conclui que embora se venda qualquer porcaria que após ser ingerida pode provocar uma síncope cardíaca, não se vendem cigarros. Porquê? Porquê? Porquê? Porquê? Há lá sitio onde eles façam mais falta.
 
São 9.30 da noite. Estamos há mais de 3 horas no hospital. A Bundinha já consegue fazer cavalos com a cadeira de rodas enquanto come um Kinder de chocolate. Eu estava prestes a barricar-me no WC quando finalmente o médico nos chama.
 
Médico: Então rapariga. O que tens tu?
Bundinha: Uma entorse.
Médico: Se já sabes o que tens o que cá vieste fazer? Além disso isto parece-me ser mais do que uma entorse!!! E estás a comer???? Não sabem que num hospital só se come com autorização do médico. Se eu a quiser operar já não posso.
- Eu: Desculpe, mas nós já estamos há mais de 3 horas à espera e a criança estava com fome!!!!
Médico: Não tenho culpa. Estava a operar.
 

"Daqui a bocado estás a levar com uma arrastadeira nos cornos e depois quero ver se tornas a operar", pensei eu. É nestas alturas que tenho pena de não ser cigano!

 

.

 


publicado por Manel dos Anzois às 14:01
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
 O que é? |
Segunda-feira, 26 de Outubro de 2009

LIGAS METÁLICAS

 

 

Na semana passada uma leitora optou por comentar este blogue com um e-mail para o endereço associado ao Cu do Mundo.
 
Não vou transcrever o mesmo por ser algo extenso, mas na sua essência o e-mail era um desabafo de uma portuguesa a viver em Espanha, que por infortúnio da vida tinha sofrido um acidente de viação que lhe tinha danificado a coluna cervical.
 
Depois do cachecol típico da lesão veio a fisioterapia e por fim a cirurgia tendo-lhe sido substituído um disco cervical por uma prótese em titânio.
 
Como se isto não fosse suficiente “la chica” contava ainda que se encontrava deprimida, já sob medicação psiquiátrica devido a todos os acontecimentos recentes na sua vida.
 
O objectivo do -email era agradecer a existência do blogue que tinha descoberto graças ao destaque do Sapo, por este lhe alegrar no recobro a que está sujeita, proporcionando-lhe horas e horas de boa disposição.
 
Posto isto tenho de dizer que ando a tentar fazer deste blogue uma espécie de canal de cabo. Querem ler? Paguem!!!! Isto de fazer psicanálise à borla não pode ser. Já viram algum médico dar consultas grátis? Não!!!!! E um advogado, já????? Hummmm..... este não foi um bom exemplo..... eu já vi.
 
Durante estes dias este e-mail não me tem saído da cabeça. Quem já me segue desde algum tempo sabe bem que o patriotismo não é uma das minhas virtudes. Não.... não me importava nada de ser espanhol!
 
A siesta, o gaspacho, a sangria, as espanholadas....... e agora, ainda tenho mais uma razão.
 
Da leitura da desgraça alheia fiquei com a ideia que desde o acidente à operação, todo o processo foi rápido. Já nós por cá...... a senhora Cu está há um ano em lista de espera para deitar a vesícula para o lixo..... e novidades não há.
 
Além disso, já lhe foi diagnosticado diplopia, que é um mau funcionamento do músculo ocular e que não tem cura. Teve no espaço de um ano 2 cistites com o devido internamento e ninguém sabe o que lhe provoca isso. Sofre de constantes dores de estômago e os vários diagnósticos dão sempre gases. Tem o couro cabeludo sensível o que nem permite uma festa da minha parte. Enxaquecas crónicas. Dentes cariados. Dores lombares. Artrite nos joelhos. Unhas encravadas. Mau feitio.
 

Já imaginaram se eu fosse espanhol, quanto é que a minha mulher não valia. Toda ela já em titânio!

 

.

 


publicado por Manel dos Anzois às 14:08
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
 O que é? |
Quarta-feira, 8 de Agosto de 2007

RECORDAR É VIVER - PARTE 3

Este foi o 21º texto colocado neste blogue, no verão de 2005 e por incrivel que pareça, a moda das havaianas continua, o que torna este texto actualissimo. Como tal, meus amigos e minhas amigas..... actualizem-se!!!!!

havayanas

HAVAIANAS

Como já sabem, ultimamente tenho-me interessado muito por moda e apanhei as revistas da minha mulher, tipo a Máxima e a Elle e passei-lhes os olhos por cima. Descobri assim, que a grande moda deste verão são as havaianas. Para quem não sabe, havaianas é aquele calçado a que nós homens, simplesmente chamamos de chinelos de enfiar no dedo ou seja, são algo para enfiar nos pés.

Tal como eu perguntei a mim próprio, devem estar agora a pensar, "mas onde é que está a novidade?". Todas as estações têm uma nova moda para as mulheres ornamentarem os pés. Ele é sandálias de corda, sandálias de sola de cortiça, mulles, sapatos de salto em cunha, botas de cano alto, de meio cano, sem cano, de duplo cano, salto em agulha, em alfinete, enfim, uma autêntica parafenália que nós homens não conseguimos entender.

Para as mulheres as sapatarias são como as contas da luz ou do telefone, todos os meses têm de as pagar. No fundo a culpa não é delas. Elas não nascem assim. O que as transforma é um chip implementado na corrente sanguínea à nascença, dai o termo está-lhes no sangue.

Depois de muita pesquisa na Internet descobri que existem dois tipos de chips, um da INTEL e outro da AMD só sendo possível de distinguir pelo seguinte: enquanto o chip da INTEL vem composto com a variante roupa interior/lingerie o chip da AMD vem equipado com a variante malas, carteiras e bolsas.

Assim sendo, a grande novidade é que esta nova moda das havaianas também é válida para os homens. Descobri até que este verão vai ser muito IN o uso de havaianas com fato, por exemplo. No entanto, foi aqui que eu fiquei mesmo baralhado.

Será que quem inventou esta moda para os homens não sabe que nós homens não gastamos dinheiro nestas paneleirices! Nos gastamos a massa em copos, em Cd's, em Dvd's, em jantaradas com os amigos, em bilhetes para a exposexo da Fil, em extras para o carro, em bilhetes para o futebol, em idas às putas, agora em sapatos ou em roupa ou em cuecas, é claro que não.

Para nós homens, uns sapatos duram no mínimo 10 anos. É por isso que desde que se inventou os sapatos de vela há 50 anos que nunca mais se inventou outro tipo de sapatos para nós. Não tem nada que saber, de verão usamos os sapatos de vela e de Inverno as botas que trouxemos de quando andámos na tropa. Eu por exemplo, ainda tenho os meus sapatos de vela de quando tinha 14 anos e calçava o 37 e por incrível que pareça, ainda os uso de vez em quando.

Nós só compramos outros sapatos quando os que temos já mal se aguentam nos pés e ai vamos à sapataria e dizemos "quero uns sapatos iguais a estes mas sem os buracos" e cinco minutos depois já estamos cá fora. Não precisamos de correr as sapatarias todas da região e gastar uma tarde inteira para comprar uns sapatos. É por isso que eu não percebo como é que se pode inventar agora uma coisa destas.

Além disso, fico preocupado com a saúde pública dos homens portugueses que aderirem à moda. É que não sei se estão a ver, o pé do homem português basicamente é um grande calo com 5 unhas. Esteticamente não é nada bonito de se ver. Um gajo no restaurante a olhar para o pé do vizinho da mesa do lado é gajo para perder logo o apetite.

E o problema das unhas? Como se sabe, o homem português é muito dado ao exercício físico, é correr, é andar de bicicleta, é ginásio, é natação, são abdominais e isto provoca-lhe uma musculatura na zona abdominal que o impede de ver os próprios pés.

Ora isso acarreta-lhe muitos problemas. Só sabe que tem as unhas grandes quando a mulher começa a ficar com ferimentos nas pernas, só que devido à dimensão dos abdominais não se consegue dobrar para as cortar, necessitando da ajuda da sua companheira. O problema é que como se sabe, cortar as unhas dos pés ao homem português exige muita força de pulso e habilidade no manejo da tesoura de podar, coisa que as mulheres não têm.

Assim sendo, temos que usar aquelas tesouras de podar com braços extensíveis e com a ajuda de espelhos tentar cortar as unhas sem arrancar nenhum dedo. Como vêm é uma actividade bastante perigosa. Já para não falar do problema odorífico que acompanha os pés do belo macho lusitano. Se os pés não forem bem vedados com um sapatinho, o que é que vai proteger o resto da comunidade daquele gás tóxico.

Meus amigos, deixem-se de modernices e calcem lá o belo do veleiro.

.

publicado por Manel dos Anzois às 14:29
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
 O que é? |

mais sobre mim

Cheirem-me o Cu

Com Lubrificante Please

Queres mesmo saber?

arquivos

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Bufas recentes

SENTAI-VOS!

INGRATOS

AIIIII QUI EU MATUTI!!!!!...

LIGAS METÁLICAS

RECORDAR É VIVER - PARTE ...

Best Of Cu

DOMINGOS..............

FARMÁCIAS

COMPRAS

ESTÁ QUASE...

VAMOS À LA PLAYA OH OH OH...

O BARBEIRO

LICENÇA DE PATERNIDADE - ...

LICENÇA DE PATERNIDADE - ...

SANITÁRIOS...

2º ASSALTO: O CU DO MUNDO...

links

pesquisar

 

últ. comentários

Já foi bom, agora nem dado
Marisco congelado? acredito que as percebes sejam ...
Fui lá uma vez e fiquei tão de pé atras.. Para que...
o criador deste blog e um anormal de primeira
Eu não sou camionista, mas evitar convivência diár...
Cona boa!
Q vontade de lhe *spetar a minha p*ça de 25...
Quanto maior o canal da uretra (e do pênis ) maior...
O meu famoso ROOMBA caiu-me um dia das mãos... Con...
E assim o último pingo nunca será mais da cueca. E...
A ideia de ganhar dinheiro sem ter muito trabalho ...
Descobri o blog hoje, e já era finado, paciência. ...
è uma pena ..logo que por acaso encontrei o blog.....
Excelente. Já pensou acompanhar mais pessoas aos H...
Roomba y Neato Portugal - www.sinwestportugal.com
eu vou deitar esse site abaixo para nunca mais um ...
José Mourinho, impávido e sereno em "Chiambretti n...
culés, culerdos e caganers....?
Para quem perceber e gostar um pouco de eletrónica...
Merda pá ....ok...e.....está bem eu espero....n te...

Novembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


tags

todas as tags

Top 10 visitantes

ul { list-style:none; margin:0px; padding:0px; } li { background-color: #EFF7FF; margin:3px 0px; padding:0px; width:200px; height:56px; float:left; } img { border: 0px; } li img { margin:0px auto; padding:2px; border:solid 1px #aaaaaa; width: 50px; height: 50px; } li span.note { font-size:0.8em; } li p { margin:0; } textarea { display:inline; width:136px; height:35px; margin:0; float:left; } input { display:block; clear:left; }
]]>

Bufas mais comentadas

11 comentários
7 comentários
2 comentários

Quantos são? Quantos são?

blogs SAPO

Linkamos

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!